Kelzy Ecard e Kiko Mascarenhas formam casal em “Éramos Seis”

Éramos Seis
Kiko Mascarenhas, em “O Tempo Não Para”, e Kelzy Ecard, de “Segundo Sol”; os dois formam par em “Éramos Seis” (Imagens: Divulgação / Globo)

Dois dos principais personagens de “Éramos Seis”, próxima novela das 18h, já contam com intérpretes definidos. O casal de vizinhos da protagonista, Lola (Gloria Pires), Genu e Virgulino, está a cargo de Kelzy Ecard e Kiko Mascarenhas, destaques de “Segundo Sol” e “O Tempo Não Para”, tramas exibidas ano passado. A informação é da jornalista Patrícia Kogut.

Nas versões anteriores do texto de Rubens Ewald Filho e Silvio de Abreu, baseado na obra de Maria José Dupré – e agora atualizado por Ângela Chaves – Genu e Virgulino foram vividos por Maria Célia Camargo e João José Pompeo, na Tupi, em 1997; e por Jandira Martini e Marcos Caruso, no SBT, em 1994. Os dois últimos tornaram-se destaques do canal após a passagem pela novela, repetindo a parceria em “Sangue do meu Sangue” (1995) e “Brava Gente” (1996).

Kelzy Ecard chegou à TV através de pequenas participações na série “Sítio do Picapau Amarelo” (2001), na minissérie “O Quinto dos Infernos” (2002) e na novela “Império” (2014). O primeiro papel de relevância foi Nice, de “Segundo Sol”; a batalhadora cozinheira, vítima da violência do marido Agenor (Roberto Bomfim), rendeu a indicação de “atriz revelação” no “Melhores do Ano 2018”, do “Domingão do Faustão”.

Já Kiko Mascarenhas estreou em “A Viagem” (1994). Acumulou passagens por novelas como “Meu Pé de Laranja Lima” (1999, Band) e “Belíssima” (2005), notabilizando-se em humorísticos como “Separação?!” (2010), “Tapas & Beijos” (2011) e “Mister Brau” (2015). Voltou aos folhetins em “O Tempo Não Para”, como Teófilo. Esteve ainda na “Escolinha do Professor Raimundo”, revivendo Galeão Cumbica (Rony Cócegas).

Além de Gloria Pires, Kelzy Ecard e Kiko Mascarenhas, “Éramos Seis” contará com Antonio Calloni, Caco Ciocler, Camila Amado, Cássio Gabus Mendes, Denise Weinberg, Giullia Buscacio, Maria Eduarda de Carvalho, Nicolas Prattes, Ricardo Pereira, Simone Spoladore, Stepan Nercessian, Susana Vieira, Virgínia Rosa e Walderez de Barros. A direção artística é de Carlos Araújo.

 

Recomendados para Você:

COMENTÁRIOS – Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!



Fonte: RD1.com.br