Mais Médicos: população carente aguarda os patriotas

0
Mais Médicos: população carente aguarda os patriotas

Há alguns anos atrás, em uma das salas de aula do curso de Direito da Faculdade Raimundo Marinho, travei uma “discussão” – no bom sentido, claro!, com um professor sobre a implantação do programa Mais Médicos instituído pelo governo do PT com a finalidade de levar profissionais brasileiros e estrangeiros, dentre eles, cubanos, aos rincões mais distantes do país, onde os médicos brasileiros – acostumados aos grandes centros, e muito com mais de 6 empregos – nem em sonho ousavam chegar.

Passados alguns anos, numa tentativa de dar um basta no “comunismo” que assolava no país com os profissionais cubanos, e com uma desculpa de “legalizar” a estada desses no Brasil, o patriota e competente presidente brasileiro Bolsonaro deu um basta no programa e “agradeceu” aos queridos (pela população mais carente) profissionais cubanos, e afirmou em alto e bom som que os “patriotas” médicos tupiniquins iriam suprir com determinação, competência e amor ao Brasil aquela lacuna deixada pelos comunistas.

Depois da desastrada iniciativa do despreparado governante, a população mais carente pena com a falta de médicos, e hoje, Penedo em Alagoas é uma das cidades que mais sofrem com a carência daqueles que um dia acolheram com um olhar humanizado e uma palavra amiga a população carente.

Com a palavra os cidadãos de bem que têm o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.