Facebook promete restaurar grupos removidos por sabotagem

O Facebook decidiu cancelar a exclusão de diversos grupos após descobrir uma ação coordenada para prejudicá-los. A empresa informou que, após o ocorrido, está trabalhando para recuperar grupos removidos pelo que considerou ser uma sabotagem.

Segundo um porta-voz, o Facebook removeu os grupos após detectar publicações que descumpriam suas regras. “Desde então, descobrimos que esse conteúdo foi postado para sabotar grupos legítimos que não violaram [a política da plataforma]”, afirmou.

Facebook

A primeira vítima foi o grupo Crossovers Nobody Asked For (CNAF). Com mais de 500 mil seguidores, a comunidade ficou impedida de compartilhar seus memes na segunda-feira (13). Os administradores até tentaram criar um novo grupo, mas ele foi removido novamente no dia seguinte.

Em sua justificativa, o Facebook afirmou ter recebido denúncias de discurso de ódio. Os integrantes do CNAF encontram, então, publicações que celebravam sua remoção no grupo Indonesian Reporting Commision (IReC), dedicado a prejudicar páginas e outros grupos com denúncias falsas em massa.

O Facebook não confirmou a suspeita, mas a situação fez outros moderadores transformarem o status de seus grupos, passando de privados para secretos. A ideia era evitar que também fossem derrubados pelas denúncias em massa.

Enquanto os grupos privados são encontrados na busca, os secretos só recebem novos integrantes com convite de um moderador. O receio foi tão grande que alguns usuários receberam várias notificações que informavam sobre as mudanças.

O CNAF estava disponível novamente para na quinta-feira (16), mas não há mais informações sobre a quantidade de grupos atingidos pelas denúncias falsas. De qualquer forma, este é um caso que mostra como o sistema de denúncias do Facebook (e de outras redes sociais) pode estar sujeito à má-fé dos usuários.

Com informações: The Verge, Mashable.


Fonte: Tecnoblog