Investigação contra o City avança na UEFA e punição pode ser grande

A situação do Manchester City com a UEFA está complicada. Após abrir uma investigação contra o clube inglês por contra de problemas no Fair Play Financeiro, a maior entidade do futebol europeu​ ​anunciou nesta quinta que a sindicância passa agora para a câmara adjudicatória​. 

Kevin De Bruyne,Benjamin Mendy,Raheem Sterling

O caso tem sido investigado desde o dia 7 de março. A acusação se baseia em diversas supostas violações do Fair Play Financeiro, mas a principal é a suspeita de um ganho com os contratos de patrocínio maior do que o permitido pelas regras da UEFA. A violação destas regras caracteriza uma conduta de má-fé por parte do clube.

A decisão de passar a investigação para frente foi do chefe do Comitê de Controle Financeiro de Clubes da UEFA, Yves Leterme. O City agora terá que responder pelo caso e a câmara será responsável por decidir se haverá, e qual será, a punição. O jornal The New York Times ​publicou na segunda-feira que é provável que os Citizens sejam banidos da ​Champions League por um ano. Se essa hipótese se concretizar, é possível que ela aconteça apenas na temporada 2020/21, porque o clube precisa ter tempo para recorrer.

Em uma nota oficial publicada no site do City, o clube se diz “totalmente confiante em um resultado positivo quando o assunto é considerado por um órgão judicial independente”. O clube completou dizendo que “a acusação de irregularidades financeiras continua a ser totalmente falsa e a consulta IC do CFCB ignora um conjunto abrangente de provas irrefutáveis fornecidas pelo Manchester City FC à Câmara”.

FBL-EUR-C1-MAN CITY-TOTTENHAM

“A decisão contém erros, interpretações erradas e confusões originadas de uma falta básica do devido processo e continuam a existir questões importantes por resolver pelo Manchester City FC como parte do que o Clube considerou ser um processo totalmente insatisfatório, reduzido e hostil”, finalizou o clube no comunicado.

A UEFA afirmou que só irá se pronunciar novamente quando a decisão da câmara adjudicatória for tomada. O anúncio ainda não tem data confirmada.

​​





Fonte: 90min