Escândalo no Cruzeiro! Marcelo Djian se manifesta sobre denúncias

​Não adianta. Cada vez que um integrante da diretoria do Cruzeiro for entrevistado, a pauta principal será as denúncias contra o presidente Wagner Pires de Sá e o vice de futebol Itair Machado. E não foi diferente nesta quarta-feira, quando o diretor de futebol Marcelo Djian foi ao Mineirão para acompanhar a partida entre Argentina e Paraguai, pela Copa América.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Questionado sobre esta situação, ele não se furtou em dar sua opinião. “A gente fica chateado. Apesar de estarmos no clube, é preciso se apurar as denúncias. Alguns erros que aconteceram por parte do Cruzeiro foram por falta de pagamento, principalmente no caso do garoto que foi colocado como garantia. Não sabia que tinha todo aquele problema. Isso foi o que mais me marcos na denúncia, mas estou tranquilo com relação a isso”, disse.

A situação levantada por Djian se refere ao menino Estevão William, de apenas 12 anos. Joia da base da Raposa, tanto que tem o apelido de Messinho, teve parte de seus direitos dados como garantia de pagamentos de dívidas com o empresário Cristiano Richard. No entanto, esta é uma prática proibida pela Fifa e, além disso, jogadores só podem assinar seu primeiro contrato profissional com 16 anos. Em meio a esta crise institucional, Djian espera pela recuperação da equipe dentro de campo. “Temos a chance na Copa do Brasil e na Libertadores de tentar passar pelo Atlético-MG e pelo River Plate. No Brasileirão, precisamos dar uma resposta rápida. A gente espera que ela venha já no mês de julho.”

Para mais notícias do Cruzeiro, clique ​aqui.

Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro / Divulgação





Fonte: 90min