5 erros de arbitragem que beneficiaram Messi e o Barcelona em 2018/19

A Argentina se despediu da Copa América de 2019 com uma honrosa terceira posição, mas passou longe de sair satisfeita com o que aconteceu em solo brasileiro. Enfurecida com supostos erros de arbitragem em favor da Seleção Brasileira na semifinal, a Albiceleste teve como porta-voz o seu capitão, ​Lionel Messi, um dos mais irritados com os episódios ocorridos no duelo do Mineirão. Entrevistado após o revés, o camisa 10 detonou a organização e praticamente cravou que a competição foi montada para ser vencida pela Canarinho.

As falas veementes rodaram o mundo e geraram as mais ​variadas repercussões, desde apoio à rótulo de ‘choro’ desmedido. Mas como ninguém tem teto de vidro – nem mesmo um dos maiores jogadores da história deste esporte -, o craque argentino logo teve os erros de arbitragem que o beneficiaram relembrados, como nesta publicação do ​’El Español’. Confira a seguir 5 casos recentes em que o camisa 10 contou com a ajudinha do apito:

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​1) Pênalti não marcado de Arturo Vidal

Rodada 18 do Campeonato Espanhol de 2018/19, já com tecnologia do árbitro de vídeo disponível na competição. Arturo Vidal desloca o jogador do Getafe dentro da grande área, mas a arbitragem manda o jogo seguir.


2) Gol oriundo de falta não marcada de Suárez

Rodada 20 do Campeonato Espanhol da última temporada. Ivan Cuéllar, goleiro do Leganés, tinha a bola sob seu domínio​ até o encontro faltoso de Luis Suárez. Com o pé alto e mostrando as travas da chuteira para o arqueiro adversário, o camisa 9 do clube catalão conseguiu completar para a redes. Para muitos, falta clara não chamada pelo VAR.


3) Pênalti não marcado de Jordi Alba

Três rodadas após ao lance citado anteriormente, Barcelona e Girona se enfrentaram também pelo Campeonato Espanhol. Em lance de bola viajando, Jordi Alba perdeu a marcação de Cristhian Stuani e tentou se recuperar na jogada puxando a camisa do atacante. O lance passou despercebido pela arbitragem de campo e do VAR.


4) Pênalti mal marcado em Lionel Messi

Pelas quartas de final da Copa do Rei de 2018/19 – competição vencida pelo Valencia -, o Barcelona se via em maus lençóis contra o Sevilla após ser derrotado na ida por 2 a 0. Contudo, logo nos primeiros minutos do jogo da volta, a arbitragem assinalou pênalti altamente questionável de Promes em Messi. A imprensa local, de forma quase unânime, não viu toque.


5) Primeiro ‘El Clásico’ com VAR e pênalti questionável em Suárez

No primeiro ‘El Clásico’ da história com o uso da tecnologia de vídeo, de cara uma grande polêmica. Em disputa de bola entre Varane e Suárez, o árbitro de campo mandou o jogo seguir apesar das reivindicações do atacante. Em áudios divulgados posteriormente, é possível ouvir profissionais responsável pelo VAR confirmando ser jogada legal. Ainda assim, o juiz da partida consultou o monitor e voltou atrás em sua marcação inicial.


Faixa bônus: Barcelona na Champions League

Na última década, ao menos três fases eliminatórias agudas de Champions League foram marcadas por erros crassos de arbitragem a favor do Barcelona: Chelsea (2009), Real Madrid (2011) e a mais emblemática de todas: o 6 a 1 contra o PSG em 2017, no Camp Nou. Dois pênaltis inexistentes foram assinalados para o time catalão e outros dois, existentes, foram negados ao clube parisiense. Tamanho escândalo culminou em ‘geladeira’ ao árbitro daquela partida, o alemão Deniz Aytekin.





Fonte: 90min