Ah, os bastidores…ações de Galiotte mostram proximidade entre Palmeiras e Conmebol

​Há quem diga que Libertadores não se ganha apenas dentro de campo. Pois diante do sonho de voltar a erguer a taça mais cobiçada do continente sul-americano, o ​Palmeiras tratou de estreitar laços com a Conmebol. E isso já vem de algum tempo.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

FBL-COPA AMERICA-2019-CONMEBOL-PRESSER-DOMINGUEZ

No último domingo, no Maracanã, o presidente Maurício Galiotte encontrou o mandatário da confederação, Alejandro Domínguez, e teve longo papo com o cartola durante a final da Copa América. Ambos estão bastante próximos desde 2017, quando o Verdão fez pressão para que o volante Felipe Melo tivesse diminuída uma suspensão de seis para três jogos por conta de um soco desferido em um atleta do Peñarol, em Montevidéu. Além disso, no ano passado, o próprio Melo e Deyverson foram pessoalmente se defender das expulsões ocorridas frente ao Cerro Porteño, do Paraguai, e a dupla acabou pegando penas brandas.

A relação entre Galiotte e Domínguez também tem repercussão em eventos da Conmebol. O presidente palmeirense é comumente visto, por exemplo, nos sorteios da Libertadores, o que não acontece com dirigentes de outros clubes. Ou seja, atualmente, a direção paulista se vê como uma parceira da entidade sul-americana. E isso, por óbvio, pode trazer algum tipo de privilégio.

Para mais notícias do Palmeiras, clique ​aqui.





Fonte: 90min