Cinco erros e 51 revisões: Os números do VAR na primeira parte do Brasileirão

​Durante a pausa do calendário nacional para a disputa da ​Copa América de 2019, a CBF fez o primeiro levantamento/estudo de dados envolvendo a tecnologia do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro. As informações apuradas apontam número de revisões, erros graves por rodada e fundamentos que mais geram consultas ao vídeo.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!​​

​​Como destaca o ​Blog do Rodrigo Mattos, a CBF apresentou dados que mostram que o VAR corrige cerca de 4,7 erros graves, também chamados de lances capitais, por rodada. As marcações mais comuns corrigidas pelo árbitro de vídeo giram em torno de penalidades não-assinaladas pelo juiz de campo e gols anulados por impedimento.

Ainda de acordo com a entidade, foram 51 revisões da arbitragem no monitor do VAR em campo, isso em 89 partidas disputadas (nove rodadas do campeonato). Dentro desses 51 casos, 42 marcações foram modificadas em comparação ao que o juiz da partida havia assinalado com o jogo correndo, ou seja, 82% de mudanças de decisão.

FBL-COPA AMERICA-2019-BRA-PAR

Por fim, a porcentagem de decisões acertadas em lances capitais (gols, expulsões, penalidades e impedimentos) a partir da assimilação da tecnologia subiu de 73,8% para 97,1%





Fonte: 90min