Com pedido liminar, Cruzeiro se manifesta após ser punido pela FIFA com perda de pontos

​Um dia depois de a sede do clube ser alvo de investigações da Polícia Civil em Belo Horizonte, o ​​Cruzeiro​ amanheceu com uma informação bombástica. Por conta de uma dívida antiga, envolvendo a ​contratação do atacante Willian – que não está mais no clube – realizada no ano de 2013, o time celeste foi punido pela FIFA com a perda de seis pontos no Campeonato Brasileiro. 

A Raposa foi punida pelo não pagamento do jogador que estava atuando, à época, no Zorya Luhansk, da Ucrânia. A dívida gira em torno de dívida de 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 6,4 milhões na cotação atual). A decisão é de primeira instância. Os ucranianos acionaram o time brasileiro na FIFA em 2017, e tiveram uma decisão favorável no Comitê Disciplinar no dia 22 de março.

Willian,Silva

Após a punição da FIFA, o clube mineiro entrou com um recurso e conseguiu uma liminar aceita pela instituição e pela Corte Arbitral do Esporte (CAS). A diretoria divulgou uma nota oficial informando que um novo julgamento será marcado dentro dos próximos 10 meses. Enquanto isso, a equipe não corre o risco de ser prejudicada nos campeonatos que está na disputa no momento.

Confira a nota divulgada pelo Cruzeiro:

“O Cruzeiro, conforme nota oficial da FIFA divulgada ontem, não corre nenhum risco de perda de pontos no Campeonato Brasileiro ou qualquer outra competição que esteja disputando.

Há um processo tramitando na FIFA, do FC Zorya da Ucrânia contra o Cruzeiro Esporte Clube, relativo à transferência do atleta William Bigode.

O Cruzeiro EC perdeu a causa em primeira instância, mas, em seguida, entrou com um recurso conseguindo uma liminar que foi aceita pela FIFA e pelo CAS – Corte Arbitral do Esporte. Um novo julgamento será marcado dentro de aproximadamente 10 meses. Segundo nosso advogado internacional, Dr. Breno Tanuri, se houver nova derrota, o Clube terá 90 dias para efetuar o pagamento da dívida.

Diante disso, não há nenhuma verdade quando se fala em perda de pontos.” 





Fonte: 90min