Fica: Santos recusa oferta e garante permanência de jogador avaliado em R$ 6,2 milhões

O presidente do ​Santos, José Carlos Peres, é conhecido no meio do futebol por sempre ser muito “duro” nas negociações para vender seus jogadores. O mandatário faz diversas reuniões, muda várias cláusulas para definir eventuais negociações e isso irrita atletas e empresários envolvidos nas transações. No entanto, Peres acredita que essa forma de conduta é para valorizar os ativos do clube.

Ainda na busca por reforços pontuais, o Peixe também está atento ao mercado da bola para possíveis saídas de atletas. Precisando terminar o ano no azul, o clube paulista sabe que será preciso vender pelo menos um jogador do elenco. Quem estava com tudo certo para deixar o Alvinegro Praiano era o zagueiro Kaique Rocha, de apenas 18 anos. O defensor acertou as bases salariais com a Sampdoria e seus representantes estavam convictos que ele jogaria no clube italiano.

No entanto, o negócio não irá acontecer. Segundo informações do portal “​Diário do Peixe”, o jovem se reapresenta na tarde desta segunda-feira (08) no CT do Santos e deve cumprir o contrato com o clube paulista até o final. Kaique Rocha tem contrato com o Santos até 29 de fevereiro de 2020 e já pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe nesse momento.

A diretoria santista vem insistindo para renovar com o atleta, mas as conversas estão estagnadas atualmente. A oferta da Sampdoria era de R$ 4,2 milhões, mas o Peixe pediu algo em torno de R$ 6,2 milhões, montante que os dirigentes italianos não quiseram pagar. Com isso, o zagueiro promissor estará à disposição do técnico Jorge Sampaoli para o segundo semestre.





Fonte: 90min