Luxemburgo “detona” arbitragem após derrota polêmica para o Grêmio

​O ​Vasco sofreu a virada do Grêmio na tarde de hoje, em Porto Alegre, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2019. Depois de sair na frente do placar na etapa inicial, o Cruz-maltino teve um gol anulado pelo árbitro de vídeo (VAR) e viu Pepê balançar as redes em duas oportunidades e garantir o triunfo gaúcho. O próximo compromisso será um clássico com o Fluminense, no sábado, às 11h (de Brasília).

Em entrevista coletiva após a derrota, Vanderlei Luxemburgo detonou a arbitragem. O lance mais polêmico e centro das reclamações do técnico foi o gol invalidado de Yago Pikachu, com minutos de um minuto do segundo tempo. No lance, após rever o vídeo, o árbitro Rodolpho Toski Marques assinalou falta de Rossi, no início da jogada. “Uma coisa é você falar que ele vai ficar com vergonha a partir de ver o lance, outra coisa é falar que ele não tem vergonha. Eu falei que acho que ele vai ficar com vergonha de ver o lance”, disse. 

“Primeiro, não quero tirar o mérito do Grêmio. Tem uma grande equipe, jogadores titulares da seleção brasileira, mas 2 a 0 faz uma baita diferença. No início do segundo tempo. Isso é uma realidade que tem acontecido (…) Você fica 10 dias concentrados, se preparando, como ficamos em Foz. Vem para cá, com um lance que não aconteceu absolutamente nada, e mais, além de não dar o gol, ele tirou o Rossi do próximo jogo e deu cartão para toda minha equipe“, adicionou Luxemburgo.

O treinador vascaíno ainda questionou a utilização do VAR no futebol brasileiro, e afirmou que a tecnologia está trazendo insegurança aos árbitros. “O VAR veio tirar a segurança dos profissionais da arbitragem de entrar em campo e ter o poder de decisão. Estão interferindo diretamente e trazendo insegurança constante para os árbitros. Eles estão discutindo entre eles”, completou.





Fonte: 90min