Vascaíno vira a casaca, cobre tatuagem do clube com escudo do Flamengo e ainda tira onda

Torcedor que é torcedor está com o clube do coração até o fim, seja nos momentos de conquista quanto nos momentos de crise, certo? ​Bem, se há uma certeza no mundo do futebol é que, quando a emoção entra em cena, não existem regras. Por isso, hoje em dia, nas arquibancadas abriu-se espaço para aqueles que fãs “vira-casaca”, ou seja, que trocaram de time com o passar do tempo. 

Reportagem do ​jornal Extra desta sexta-feira (12) conta a história de um torcedor do ​Vasco da Gama que, pelo sofrimento desde a última década – em que o Cruz-Maltino foi rebaixado três vezes para a Série B no Campeonato Brasileiro -, passou a torcer para o arquirrival ​Flamengo. Não contente, Gago, que não quis ter seu nome divulgado, decidiu cobrir sua antiga tatuagem de cruz-de-malta no braço direito com o escudo rubro-negro. 


“Cansei de ficar assistindo jogo até os 45 (minutos) do segundo tempo e tomar gol. É muito sofrimento. Um dia tinha que acabar”, explicou o torcedor. A mudança nos escudos já tem um tempo no braço de Gago, mas um vídeo dele comentando, com felicidade, os motivos por ter tatuado o escudo do Flamengo bombou nas redes sociais nesta sexta. “Acordo feliz. Sou feliz. Não aguentei mais sofrer”, diz o agora flamenguista. Como conselho para os torcedores do Vasco, ele não pestanejou. “Pula que o muro está baixo!” (assista ao vídeo logo acima).

Na verdade, Gago é declarado torcedor do Flamengo desde criança, mas, por força da família, acabou optando pelo arquirrival. Só que, com a má fase do Cruz-Maltino, a decisão ficou mais fácil. O meu pai, que é Vasco doente, reclamou um pouco, mas aceitou. Minha mãe é flamenguista, minha esposa também. Elas receberam críticas na rua dos colegas que são vascaínos”, relatou o torcedor.

Na matéria assinada pela repórter Louise Queiroga, Gago diz que foi influenciado também por um dos donos do bar do Flamengo, na Vila Aliança, na Zona Oeste do Rio. O torcedor frequenta o local há bastante tempo e, após aparecer várias vezes reclamando do desempenho do Vasco – e já com a cruz-de-malta registrada no braço -, foi aconselhado pela troca. “Se você apagar essa tatuagem, eu pago”, contou o agora flamenguista. 

Em campo, o Flamengo, atual campeão carioca, tem um dos elencos mais fortes do Brasil. Agora sob o comando do português Jorge Jesus, o time está na disputa da Libertadores, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, em que está na parte superior da tabela. Com orçamento invejável, o Rubro-Negro vem contratando e contratando. Após Rafinha, o clube trouxe o zagueiro Pablo Marí e acertou também com o meia Gérson. 


Por sua vez, o Vasco atravessa uma das piores fases administrativas de sua história. Com atraso em salários e dificuldade orçamentária, a diretoria tem dificuldade em trazer reforços para Vanderlei Luxemburgo. Até aqui, durante a parada para a Copa América, o Cruz-Maltino anunciou o volante Richard, por empréstimo do Corinthians, e o meia Marquinho. No Brasileirão, o time de Luxa briga, por enquanto, para sair da parte de baixo da tabela. 

​Foto de capa: 
Foto: Lira Tatuador



Fonte: 90min