Marcius rebate acusação do MPE e afirma que contas de festa foram aprovadas pelo TCU

Em contato com o Portal OP9, afirma que as contas relacionadas ao evento de 2008 foram aprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

“Essa afirmação de que minhas contas foram reprovadas não condiz com a verdade. Realizamos um evento de São João em 2008 e recebemos R$ 100 mil para a realização do evento. Naquele ano eu perdi a reeleição e deixei uma cópia da prestação e contas na Prefeitura de Penedo caso houvesse alguma pendência a mais para ser encaminhada ao Ministério do Turismo”, afirma o gestor.

Marcius Beltrão afirma ainda que no ano de 2009, quando ele não era mais prefeito, vários documentos da sua gestão foram extraviados da Prefeitura de Penedo, inclusive a prestação de contas do evento.

“Durante todo o tempo em que estava fora da prefeitura fui em busca de materiais que comprovassem a realização a festa. Busquei notícias na internet, vídeos e todo material possível para que pudéssemos prestar contas da melhor forma”, continuou.

O prefeito conta que apesar do Ministério do Turismo não ter aceito a prestação de contas em certo momento, foi aberta uma tomada de contas especial e encaminhada ao TCU, que aprovou as contas como regulares no acordo 6140/2017.

Nas páginas 604 e 605 dos autos a Advocacia Geral da União (AGU) comunica ao promotor e ao magistrado que as minhas contas estariam sendo aprovadas e nas páginas subsequentes estão as respostas do Ministério do Turismo”, afirma o prefeito.

A equipe de reportagem do OP9 tentou contato com o promotor Ramon Formiga e com o juiz Claudemiro Avelino de Souza para questionar as afirmações do prefeito, mas até o fechamento desse material não obteve resposta.

Fonte: https://www.op9.com.br/