Negociação de Henrique modifica ‘hierarquia’ de zagueiros no Corinthians

​Na última segunda (12), o Corinthians liberou o zagueiro Henrique, de 32 anos, para realizar exames médicos e assinar com Al-Ittihad Kalba, dos Emirados Árabes Unidos. O zagueiro ainda tinha contrato com o clube paulista até dezembro de 2020, mas vinha em baixa e sendo pouco aproveitado pela comissão técnica. A transferência, apesar de sem custos, permitirá uma economia de R$ 7 milhões aos cofres alvinegros em salários, luvas, etc.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Mas como fica o sistema defensivo alvinegro após a saída do veterano? Como destaca o ​Globoesporte, o setor segue sendo um dos mais ‘fartos’ do elenco, de modo que a despedida de Henrique não precisará ser reposta com nenhuma contratação. As soluções já estão no Parque São Jorge, com a ascensão de garotos pouco aproveitados até aqui.

Bruno Méndez, zagueiro uruguaio de 19 anos, sobe ao posto de primeiro reserva. Léo Santos, que se recupera de tendinite patelar no joelho direito, deve estar à disposição a partir de setembro e será reintegrado ao elenco. Fechando a trinca de jovens defensores, o Timão ainda tem João Victor (21 anos), recentemente inscrito na Sul-Americana.

Unida à juventude dos três citados anteriormente, Fábio Carille conta com a experiência de sua dupla de zaga titular: Gil e Manoel. O segundo está no Parque São Jorge via empréstimo, válido somente até dezembro de 2019. Caso mantenha o bom nível de atuações, é bastante provável que a diretoria abra tratativas para garantir sua permanência.

Manoel





Fonte: 90min