Após marcar primeiro gol pelo Galo, Di Santo abre o jogo sobre disputa de posição no ataque

0

​Se o Atlético-MG tem motivos para lamentar a derrota sofrida no último domingo (8), contra o Botafogo, pelo placar de 2 a 1, pelo menos um jogador tem o que comemorar. O atacante argentino Franco Di Santo balançou as redes pela primeira vez no ​Galo desde a sua contratação. De quebra, o jogador quebrou um tabu de mais de um ano sem marcar. O atleta falou sobre a primeira bola na rede pelo clube e a disputa de posição no setor ofensivo. 

​​

“Estou feliz por ter marcado, mas triste porque perdemos. O atacante vive de gols e por isso entendo o Ricardo, porque foi duro para mim ficar tanto tempo sem marcar. O clube confiou em mim e quero retribuir. O Atlético é uma mudança na minha história.”, relatou Di Santo. O argentino também tratou de afastar a responsabilidade por ser o homem gol do time do técnico Rodrigo Santana.

O atleta aproveitou para elogiar Ricardo Oliveira, que é o seu rival na briga por uma vaga no time titular do Galo. “Não creio que eu seja a solução. A princípio, venho para complementar a equipe. O Ricardo faz muitas coisas para a equipe, ele é a nossa referência. Eu como atacante não entendo as críticas, porque ele está fazendo um trabalho que ninguém vê, ajuda muito a equipe.”, afirmou o argentino, defendendo o colega de equipe.

Di Santo finalizou comentando que a decisão de quem vai ser o titular no ataque é inteiramente do treinador Rodrigo Santana, e o que o comandante decidir, estará de bom tamanho. Além de Ricardo Oliveira, o argentino enfrenta a concorrência dos jovens Alerrandro e Papagaio. O Galo se prepara para o duelo contra o Colón, pela semifinal da Copa Sul-Americana. O duelo de ida será no próximo dia 19, fora de casa.

Let’s block ads! (Why?)



Fonte: 90min