FPI fecha mais 5 lixões no interior de Sergipe

Equipe Saneamento interditou uma lixeira em e quatro no município de Porto de Folha

Mais cinco lixões foram fechados durante atuação da Fiscalização Preventiva Integrada, que é coordenada pelos Ministérios Públicos Estadual e Federal com apoio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, sendo quatro em (lixão da sede, povoado Lagoa do Rancho, Lagoa Seca e Ilha do Ouro) e um em Monte Alegre. A interdição foi feita pela equipe Saneamento da /SE nesta segunda-feira, 11. Até agora, 7 lixões foram fechados pela operação.

Conforme explica o biólogo especialista em Vigilância Sanitária e mestre em Ciências da Saúde e coordenador da equipe, Alexsandro Bueno, as áreas de descarte de Monte Alegre e de Porto da Folha foram fechadas por descarte e destinação irregular dos resíduos sólidos.

“A Fiscalização, através do órgão ambiental, já havia notificado a Prefeitura de Monte Alegre nas FPIs anteriores. Neste retorno, em sua 5ª edição da operação, foi verificado que o volume de lixo aumentou. Em todas as lixeiras constatamos a presença de resíduos de serviço de saúde, catadores, animais e muitos insetos vetores de doenças. O risco ambiental e de saúde foi acentuado e por isso foi necessária a interdição e o encerramento desse local”, esclarece.

Além disso, a FPI visitou e inspecionou o lixão do Povoado Santa Rosa do Ermínio em Poço Redondo. De acordo com o coordenador da equipe Saneamento da FPI, Alexsandro Bueno, no local também foram identificados irregularidades. “Repassamos a informação para a Adema, que encerrou a lixeira desse povoado”, explica.

Lixão de Porto da Folha

Lixões fechados

Os lixões de Poço Redondo e também foram interditados no último dia 7 deste mês. Em Poço Redondo, a Prefeitura não poderá mais descartar o lixo gerado em sua cidade na área de descarte irregular fechada. “Nesse aspecto, é importante ressaltar que a política nacional de resíduos sólidos já foi instituída pela Lei n* 12.305/2010. De lá pra cá, os municípios tiveram oportunidade para elaborarem seus planos municipais de gestão integrada de resíduos e também fazer o encerramento e a remediação dos lixões existentes”, salienta Bueno.

Em Canindé, a prática de transporte irregular de lixo e de trabalhadores na região motivaram o fechamento.

Equipe Saneamento
Fazem parte da equipe Saneamento da Fiscalização Preventiva Integrada os órgãos COVISA, Adema, Sedurbs, Funasa e Polícia Militar.

Assessoria de Comunicação da FPI/SE