Tratamento alternativo tem sido feito em várias cidades do país

O Penedo iniciou nesta semana um tratamento de esgoto com bactérias vivas. O uso de microrganismos que “comem” hidrocarbonetos e são cultivados em condições controladas para uso no tratamento de redes de esgoto

Funcionários do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Penedo iniciaram esse trabalho na rede de esgoto do de Penedo, mais precisamente no comércio penedense. O agente orgânico tem uma alta capacidade de degradar altos níveis de resíduos orgânicos, incluindo açúcares, carboidratos, proteínas e gorduras. Os biodigestores consomem ou “comem” a matéria orgânica que se acumula nos ralos, tubulações, caixa de gordura, sistema de drenagem e fossa séptica. Ele previne o mau cheiro, evita o entupimento, o transbordamento e a lentidão na drenagem.

O método de tratamento de esgoto pela ação de bactérias, conhecido como “lodo ativado”, é antigo. Em 2014, completou cem anos. Foi desenvolvido na Inglaterra, em resposta ao avanço da urbanização e hoje é comum em todo o mundo.