Paulo Victor evita falar de Vanderlei e desabafa: “Ninguém joga no Grêmio por favor”

Na manhã desta terça-feira (14), o goleiro Paulo Victor, do ​Grêmio, concedeu entrevista coletiva e falou sobre algumas questões como a possível chegada de um novo goleiro e as críticas recebidas por partes dos torcedores do clube gaúcho.

Questionado sobre a chegada do goleiro Vanderlei – que deve ser concretizada nos próximos dias – o camisa 1 falou o que pensa sobre a situação: “Não houve conversa comigo. O clube não tem que ficar dando explicação. Ninguém veste joga no Grêmio pedindo por favor. Fiz a opção de vir pro Grêmio e não tô arrependido. Quero ter essa pressão para o resto da minha vida. Não estão trazendo só goleiro, mas tem para outras posições. A gente só vai sobreviver com trabalho. O treinador é que vai escolher”, comentou.

Paulo Victor

Muito criticado pela torcida gremista no último ano, o arqueiro aproveitou para se defender das críticas: “Joguei 56 partidas ano passado. Se você me disser um jogador que não cometeu falhas nesse número de jogos, traz ele aqui e eu fico no banco pra ele por três anos. Cometi erros e não posso fujir. Entre todos os goleiros titulares da Série A, eu fui o menos vazado. Fui importante no único título conquistado. Fui importante pra chegar na semifinal da Copa do Brasil e Libertadores”, declarou. O goleiro ainda diz ter recusado proposta para seguir no clube: “Abri mão de uma proposta que eu sempre digo, que se eu viver 5 anos e meio aqui, não ganho o que ganharia em 3 anos lá. Se eu estou arrependido? Não, jamais.“, disparou.

O arqueiro de 33 anos ainda aproveitou para falar sobre os torcedores em si: “O torcedor sempre tem razão. Eles vão cobrar. A torcida faz piada, se diverte com os erros das pessoas. Mas nós temos que saber lidar com isso. Sou feliz, só joguei em grandes clubes e vou seguir trabalhando”, relatou. Além do mais, falou sobre a disputa do Campeonato Gaúcho, que se inicia no dia 22 contra o Caxias do Sul: “Em 100 anos, só o Grêmio conseguiu bater o recorde de sofrer apenas um gol. Não foi o Paulo Victor, foi o Grêmio, o grupo todo. Vamos seguir buscando nossas metas, sempre procurando superar marcas”, concluiu.





Fonte: 90min