Após saída de Rony, Athletico-PR intensifica buscas no mercado e sonda atacante do Cerro Porteño

​A diretoria do ​Athletico-PR segue em busca de reforços no mercado da bola para qualificar o grupo do técnico Dorival Júnior. A alta cúpula, que inclusive já se desculpou com o comandante pela falta de contratações, já sabe as principais carências do elenco. O Furacão, entretanto, não encontra facilidade para negociar diante das altas pedidas que tem escutado nas últimas semanas.

Depois de algumas saídas desde o final da temporada 2019, o Athletico-PR ainda teve mais uma baixa importante neste início de 2020, com a saída de Rony, que deverá ter o Palmeiras como destino. Além do camisa 7, o setor perdeu o centroavante Marco Rubén e Marcelo Cirino. Depois de uma única contratação para o ataque foi Carlos Eduardo, do próprio Palmeiras, mais um nome foi sondado. 

FBL-LIBERTADORES-MINEIRO-CERROPORTENO

Segundo informou a ​jornalista e repórter Nadja Mauad, do site Globoesporte.com, o Furacão buscou informações do argentino Diego Churín, que defende as cores do Cerro Porteño, do Paraguai. No entanto, os valores que seriam envolvidos em uma possível contratação do jogador de 31 anos assustaram a diretoria, que segue no mercado analisando outros nomes. 

Ainda em 2019, o ​Athletico-PR sondou o​ também argentino Funes Mo​ri​, do Monterrey, do México, mas a contraproposta do atleta foi quase 5 vezes a mais do que o clube poderia pagar. Recentemente, a ​diretoria procurou o Corinthians para tentar o empréstimo de Gustagol, que acabou tendo o Internacional como destino. Além de um atacante, o​ Furacão tenta acertar com um zagueiro, um lateral-direito e um meio-campista. O clube definiu seuteto salarial em R$ 200 mil, o que aumenta as dificuldades no mercado.





Fonte: 90min

Comentários