Marido da mulher, que supostamente se jogou, alega que ela foi atropelada.

Um verdadeiro mistério em uma ocorrência registada às 04h30 desta segunda-feira (10), na entrada do bairro , em . Nesta madrugada, um motorista, que conduzia seu veículo com parentes, procurou a Polícia Militar para informar ter sido atacado com pedras e uma caixa térmica no para-brisa de seu veículo. Ele afirmou ainda que não conhecia os supostos agressores, além de afirmar também que uma mulher teria se jogado na frente do seu carro.

Ao perceber que algumas pessoas que estavam no carro possuíam escoriações, e estavam repleta de cacos de vidro, a guarnição policial orientou que todos se dirigissem até uma unidade de saúde (Casa Maternal de Piaçabuçu).

Lá chegando, um indivíduo abordou os policiais e afirmou que um veículo teria atropelado sua companheira no bairro Paciência. Ele reconheceu que se tratasse do carro conduzido pela polícia, que até então teria recebido a informação que eles que foram atacados.

Diante do impasse, os militares aguardaram o atendimento da mulher que foi atropelada e em seguida conduziram o condutor e a testemunha para a Delegacia de São Miguel dos Campos para que fossem tomadas todas as medidas cabíveis.

O Tático Rodoviário foi acionado e recolheu o veículo e dados do condutor e da vítima para ser confeccionado o COP.

Da Redação com informações do 11º BPM