Desfecho justo? Santo André merece ser clamado campeão paulista, diz dirigente

Com o avanço dos dias, mais se especula sobre a possibilidade dos Estaduais serem encerrados sem um desfecho dentro das quatro linhas. Paralisado em virtude da pandemia de ​coronavírus, o calendário nacional não retornará tão cedo e, quando isso acontecer, CBF e clubes provavelmente priorizarão a realização das competições nacionais/continentais: rendem mais receitas, lucros, premiações, audiência etc.

Ainda não se sabe qual será o destino dos campeonatos estaduais em meio a esse cenário de exceção: há partidários de que os torneios locais sejam retomados em algum momento; outros, avaliam o cancelamento sem campeões deflagrados; por fim, há também quem acredite ser justo sagrar campeão o líder do torneio no momento da pausaEntrevistado pelo jornalista Alexandre Praetzel do ​Yahoo Esportes!, Edgard Montemor, gerente de futebol do Santo André, defendeu como mais correta a última via.

“Lógico que a gente, não só o Santo André, mas todos gostaríamos que o campeonato retornasse, que a gente pudesse decidi-lo dentro de campo, mas a cada dia que passa as notícias vão chegando e a gente vai vendo que isso talvez seja inviável. Caso isso realmente aconteça, eu concordo [com o título para o líder da classificação geral]. Até porque o Santo André não ficou líder na décima rodada, e sim há um bom tempo da competição”, afirmou.

Por se tratar de um clube sem divisão nacional, o Ramalhão tem contratos profissionais curtos, situação que preocupa a diretoria: Os contratos da grande maioria dos atletas terminam em abril, a partir do dia 07. Após o fim do mês, o Santo André fica sem jogadores. Na hipótese do campeonato retornar em junho, vejo o Santo André impossibilitado de participar”, concluiu.





Fonte: 90min

Comentários