Em meio à pandemia, Governo deposita até R$ 998,00 do FGTS nesta última semana


Caixa informou que de 96 milhões de trabalhadores, 59 milhões trabalhadores fizeram os saques imediatos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 998. De acordo com o Ministério da Economia, cerca de R$ 15 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ainda não foram sacados pelos trabalhadores brasileiros.

Os saques imediatos do FGTS começaram em setembro de 2019 para os possuem conta corrente na Caixa, que tiveram o crédito automático em conta, e em outubro para quem não possuem conta corrente.

O pagamento foi feito de acordo com o aniversário do trabalhador, seguindo um cronograma. Agora, que esse calendário acabou, os que ainda não sacaram o dinheiro, independente do mês em que nasceram, têm até o dia 31 de março para fazer a retirada.

Saque via aplicativo

Com o objetivo de reduzir a demanda de atendimento nas agências e facilitar o acessos às modalidades de saque, a Caixa Econômica Federal anunciou o lançamento de uma ferramenta digital que possibilita o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para todas as modalidades previstas em lei. O aplicativo possibilita que o saque seja feito integralmente pelo aplicativo do FGTS.

“A partir de agora, o trabalhador não necessita ir a um ponto de atendimento físico para sacar seu recurso do FGTS”, informou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

A atualização do aplicativo já está disponível gratuitamente para dispositivos Android. A nova versão para IOS será lançada em breve.

Com o aplicativo, a Caixa tem o objetivo de reduzir a demanda de atendimento nas agências e facilitar o acesso de trabalhadores também às novas modalidades de saque, como o imediato e o aniversário.

A preocupação da Caixa em facilitar o saque faz sentido, visto que cerca 37 milhões de trabalhadores ainda não sacaram R$ 15,1 bilhões. O prazo para retirar a grana termina dia 31 de março.

O trabalhador pode solicitar que o saque seja feito numa conta da Caixa ou de outra instituição financeira, sem nenhum custo, através do aplicativo. Também é possível consultar os valores de seu FGTS já liberados para saque, fazer upload de documentos e acompanhar as etapas entre a solicitação e a liberação dos valores para o saque.

O aplicativo FGTS permite ainda consultar o saldo e o extrato das contas do FGTS, optar pela sistemática de saque-rescisão ou saque-aniversário, realizar o cadastramento do serviço SMS, além de apresentar uma seção com as dúvidas mais frequentes.

Valor dos saques

O valor do saque é de até R$ 500 por conta vinculada de titularidade do trabalhador, limitado ao valor do saldo tanto das contas ativas como inativas, para as contas que, em 24 de julho deste ano, tinham mais de R$ 998.

Para as contas que, em 24 de julho, tinham até R$ 998, será possível fazer o saque do valor total de R$ 998.

Para quem não tem conta poupança na Caixa: confira como são os saques

  • Valores de até R$ 100 por conta: saque é feito nas lotéricas, com CPF e documento de identificação.
  • Valores de até R$ 998 por conta: saque é feito nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação e Senha Cidadão ou Cartão Cidadão e senha. Caso não possua o Cartão do Cidadão, poderá sacar nos caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF e a Senha Cidadão. Em caso de saque na agência, deve apresentar documento de identidade com foto, número do CPF ou Cartão Cidadão e senha.
  • Transferência para outros bancos: nos saques feitos na agência, a Caixa não cobrará tarifa quando o trabalhador optar por transferir o valor do saque para outras instituições financeiras.

Para agilizar o atendimento, a Caixa recomenda que o trabalhador leve a sua Carteira de Trabalho.

Saque-aniversário

É possível aderir ao saque-aniversário através dos canais OFICIAIS, abaixo:

  • APP FGTS (o aplicativo é o Caixa FGTS e está disponível tanto para aparelhos com sistema Android quanto aqueles com iOS)
  • Página do site da Caixa.

E claro, conversando com o seu banco. Quem possui conta poupança ou conta corrente na Caixa ou em qualquer outro banco pode solicitar o crédito em conta. Se houver necessidade de transferência de um banco para outro, não é permitido cobrar pela operação.

Veja também: Confirmado! Governo quer antecipar três anos de saque do FGTS para crédito

Fonte: Notícias Concursos

Comentários