Vereadora Loura Amaral pede ação emergencial da CASAL em Piaçabuçu

0
Vereadora Loura Amaral pede ação emergencial da CASAL em Piaçabuçu

Através de suas redes sociais, a vereadora Loura Amaral, que está temporariamente sem participar das sessões no legislativo e segue em isolamento social junto com sua família, atendendo as recomendações preventivas das autoridades de saúde e do governo, chamou a atenção da Companhia de Saneamento de Alagoas (CASAL), para o problema do abastecimento em Piaçabuçu com a água chegando as torneiras visivelmente imprópria para o consumo humano.

A parlamentar cita que a água é um dos elementos de maior importância para as formas de vida na terra estando ela presente em todos os organismos vivos e, o mau tratamento dela pode transmitir doenças, que estão entre os principais riscos para a saúde do ser humano. Ela ainda reforça que as principais doenças transmitidas por via aquática contaminadas são: a cólera, a amebíase, a hepatite A, a febre tifoide, a diarreia infecciosa e a leptospirose.

“O fornecimento de água tratada é de responsabilidade do poder público que têm como obrigação fornecer ao consumidor água dentro dos padrões de portabilidade exigidos pela legislação específica, pois a água tem que ser disponibilizada de forma adequada para o consumo humano, temos aqui em nosso município a CASAL que tem a concessão para nos fornecer a água dentro dos padrões que a lei exige”, desabafou Loura.

A vereadora ainda perguntou o porquê da população pagar valores altíssimos em algo sem qualidade, apenas capitada e distribuída. No desabafo, Loura ainda provocou a CASAL para que o mínimo que a empresa poderia fazer nesse momento de crise, diante da pandemia por conta do Covid-19, seria a não cobrança das faturas que chegam com valores absurdos. “A medida que a CASAL deveria adotar neste momento seria não cobrar aos usuários que há tempos não recebem o serviço pelo qual pagamos todos os meses”, finalizou.

Comentários