Ifal desenvolve projeto de inovação para fomentar turismo em Penedo

Equipe que inclui pesquisadores da Ufal trabalha na criação de um site para reserva de serviços turísticos.

Em parceria com empresas, cinco projetos de inovação tecnológica encontram-se em andamento no Instituto Federal de Alagoas () e um deles é do Campus Penedo, com foco no desenvolvimento do setor turístico da histórica cidade ribeirinha, localizada na região do Baixo São Francisco. Até dezembro deste ano, a equipe que trabalha sob a coordenação do professor Douglas Menezes entregará a versão final de um sistema integrado (site e aplicativo), com funcionalidades que ajudarão empresas locais a melhor ofertar seus serviços e atrair mais turistas para Penedo.

O projeto denominado Voucher Digital conta com a colaboração da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e atende a uma demanda da cooperativa Caminhos do São Francisco. Doutor em Ciência da Computação, Douglas Menezes explica que o site servirá como uma espécie de vitrine para as empresas que fazem parte da cooperativa, entre elas, pousadas, hotéis, bares, restaurantes e agências de passeios pelo Velho Chico. “O principal objetivo desse sistema integrado é alavancar o turismo na cidade de Penedo”, ressalta o docente, acrescentando que o site disponibilizará ferramentas para que os usuários agendem pacotes de serviços que incluam passeio, alimentação e hospedagem ou selecionem serviços turísticos avulsos. O turista também encontrará no mesmo espaço on-line uma agenda dos eventos da cidade, para que possa se planejar com relação aos atrativos culturais que Penedo tem a oferecer.

O desenvolvimento do projeto não ocorre alheio às demandas do Conselho Municipal de Turismo, importante órgão colegiado, no qual o Ifal Penedo ocupa uma cadeira. “Nesses meses em que a equipe vem trabalhando, fizemos todo um levantamento de requisitos e, com base em todas as reuniões anteriores que já tivemos com os conselheiros, apresentamos um protótipo incluindo as funções que, a princípio, eles queriam que o sistema tivesse”, diz o professor, referindo-se à apresentação feita na última reunião do conselho, na terça-feira, 9, de forma remota.

“Nesse encontro, conseguimos validar o protótipo, ouvindo algumas sugestões do que poderia ser acrescentado ou alterado, e também apresentar o cronograma de execução com todas as fases de testes e entrega da versão final em dezembro”, completa Menezes. Do Ifal, além dele, participaram da reunião o diretor-geral do Campus Penedo, Felipe Thiago Souza, representante da instituição de ensino no Conselho Municipal de Turismo, e o coordenador de Pesquisa e Inovação, Carlos Miranda.

Funcionamento do sistema

Sobre como o Voucher Digital vai funcionar, Douglas Menezes explica que cada empresa associada à cooperativa poderá anunciar o seu produto ou serviço diretamente no site, por meio de uma área administrativa que será disponibilizada a cada uma. “Nessa área, será possível ao cooperado acompanhar toda a movimentação referente a sua empresa, como agendamentos, reservas, dúvidas, preços etc. Da mesma forma, o administrador do site poderá acompanhar toda a movimentação referente às reservas dos produtos ou serviços das empresas associadas”.

Para o turista, a ideia é facilitar a sua escolha ao buscar hospedagem, restaurantes e passeios. “O cliente poderá selecionar os serviços pelo site e, automaticamente, a empresa receberá um alerta pelo aplicativo ou próprio site, avisando que houve uma atividade de reserva. O turista então receberá um voucher, que servirá de comprovante para quando chegar ao estabelecimento”, detalha o docente, salientando que, aos clientes que utilizarem o sistema para suas reservas, será oferecido um valor diferenciado do que para aqueles que adquirem o serviço diretamente no local. “Desta forma, será possível gerar relatórios mensais sobre a efetividade do serviço oferecido no site pelas empresas participantes”, completa.

Conhecimento tecnológico a serviço

A viabilidade do projeto é resultado de duas iniciativas do Ifal, por meio da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPPI). No ano passado, a instituição lançou primeiro uma chamada pública (Edital 05/2019) para que empresas manifestassem interesse em desenvolver com o Ifal soluções inovadoras para suas demandas. O segundo passo foi o lançamento do Edital 09/2019 destinado a pesquisadores do Ifal, com o objetivo de apoiar financeiramente projetos de inovação tecnológica que atendessem às demandas empresariais selecionadas no edital anterior.

A demanda da cooperativa Caminhos do São Francisco teve inicialmente como pesquisador interessado o ex-professor de Informática do Campus Penedo, Telmo Oliveira de Jesus, transferido para o Instituto Federal de Sergipe (IFS) antes do início dos trabalhos. O projeto por ele idealizado e aprovado pela PRPPI foi então assumido pelo docente Douglas Menezes, que, mesmo já tendo sido removido para o Ifal Arapiraca, continuou a se dedicar ao desenvolvimento do sistema. Na equipe de trabalho, ele conta atualmente com o aluno bolsista Manuel Eduardo Antunes, do curso técnico em Informática do Campus Arapiraca, e com o professor Alexandre Paes dos Santos e o estudante Davi Gonçalves Valério, do curso de Ciência da Computação da Ufal.

Quanto ao financiamento do projeto, R$ 35.760,00 é o valor total indicado no plano de trabalho apresentado pela equipe executora ao Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), setor do vinculado à PRPPI. Com recursos próprios, o Ifal assumiu a maior parte (R$ 32.184,00) destinada para o pagamento de bolsas e despesas de custeio e de capital. Já a empresa beneficiada entrou com a contrapartida de R$ 3.576,00 para custeio de despesas de viagens. Assim como os outros quatro projetos de inovação em andamento no Ifal, a execução do Voucher Digital ocorre sob a gerência da Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes).

Assessoria