Auxílio Emergencial vai ficar até o final do ano?

A ajuda em que o governo federal está fazendo para pessoas nesse momento de pandemia é sem dúvida algo necessário, principalmente para os menos favorecidos que foram afetados e não conseguem trabalhar ou foram demitidos de seus empregos.

O presidente da República, Jair , afirmou, na manhã de quarta-feira (05), que “não dá para continuar muito” a liberar o de R$ 600 a trabalhadores informais por causa do impacto da medida na economia, que, segundo ele, representa R$ 50 bilhões mensais.

Havia uma ideia em que esse auxílio emergencial poderia ser estendido até o final do ano, porém deve não acontecer.

“Começou a pagar a quarta parcela (do auxílio emergencial) e depois tem a quinta. Não dá para continuar muito porque por mês custa R$ 50 bilhões. A economia tem que continuar. E alguns governadores teimam ainda em manter tudo fechado”, disse Bolsonaro a apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada.

Ao ser questionado sobre a eventual prorrogação do auxílio emergencial para micro empresários por outro apoiador, o presidente afirmou que o assunto precisa ser tratado com o ministro da Economia, Paulo Guedes. “Não sei dizer, tem que ver com o Paulo Guedes. Nós já gastamos, o Brasil já gastou, eu não, já gastou R$ 700 bilhões com a covid”, declarou.

Fonte: UOL