Brasil já ingressou na 2ª onda da covid-19, diz pesquisador


Numa entrevista publicada na revista Época nesta quarta-feira (18), um pesquisador que  vem acompanhando há oito meses os dados da pandemia brasileira do novo coronavírus afirma que “O Brasil já está na segunda onda de covid-19”.

O autor da frase é o pesquisador Domingos Alves, responsável pelo Laboratório de Inteligência em Saúde (LIS) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), em Ribeirão Preto. Ele faz parte de um grupo de cientistas independentes e voluntários que busca avaliar a evolução da covid-19 por meio da ciência de dados.

Acompanhando a pandemia no Brasil desde março, o cientista avalia que o Brasil está vivendo, da mesma forma que os Estados Unidos e a Europa, uma nova onda de contágios. A conclusão se baseia na evolução da chamada “taxa de reprodução (Rt)” que, com base no aumento de novos casos, permite saber quantas pessoa são contaminadas por alguém que já está infectado.

O que diz a Rt

Fonte: UFPB/BBC/DivulgaçãoFonte: UFPB/BBC/DivulgaçãoFonte:  UFPB/BBC 

Se o índice apurado pela Rt ficar acima de 1, isso significa que a pandemia está se expandindo. Quando está abaixo, é sinal de que a pandemia está recuando. No Brasil, a taxa verificada pelo Observatório de Síndromes Respiratórias da Universidade Federal da Paraíba no dia 16 de novembro foi de 1,12.

A tradução desse número é que 100 pessoas já infectadas pelo coronavírus irão infectar outras 112 que, por sua vez, irão infectar outras 125 e, dessa forma, a epidemia brasileira cresce de forma assustadoramente exponencial.

Na data divulgada, a Rt estava acima de 1 em 20 estados da federação, sendo mais crítica no Paraná, onde era de 1,62. Para comprovar a tendência de alta, Alves explicou que também é analisada a média móvel da Rt calculada com base nos 14 dias anteriores. No dia 16 de novembro, a média móvel nacional era de 1,06, com picos de 1,34 no Paraná e 1,32 no Acre.


Fonte: Tecmundo