Candidato a prefeito de São Sebastião e familiares receberam auxílio emergencial de forma irregular

O Auxílio Emergencial concedido pelo Governo Federal durante a pandemia do coronavírus ajudou muita gente, mas deu abertura a um verdadeiro escândalo de corrupção envolvendo empresários, servidores públicos e até políticos.

No Agreste alagoano, o candidato a prefeito de São Sebastião pelo MDB, Luiz Antônio da Silva, o Lula Curtinho, recebeu, segundo o Porta da Transparência, três parcelas do auxílio, totalizando R$1.800.

Em seu registro de candidatura, Lula declarou um patrimônio de R$ 500 mil. Ele também é dono de dois grandes supermercados em São Sebastião, além de uma loja de motocicletas e postos de combustíveis.

Também receberam o auxílio alguns familiares do candidato, a exemplo da filha, Lívia Natacha Santos Silva Davi, que é dona de uma das maiores casas de material de construção da cidade. Ela recebeu três parcelas de R$600 cada.

A nora de Lula, Yara Tenório Moraes Sarmento, que é arquiteta, também recebeu o auxílio, num total de R$2.400, divididos em quatro parcelas. Ela é esposa do empresário Júnior Curtinho, proprietário de um posto de combustível.

Segundo informações também do Portal da Transparência, o empresário, e candidato a vice-prefeito de São Sebastião pela mesma chapa de Lula, Mauricinho Tavares, teria solicitado o auxílio emergencial, mas não foi aprovado pelo sistema da Caixa Econômica Federal por não se enquadrar nos pré-requisitos para o benefício.

É com esse tipo de comportamento que os membros da coligação “Unidos para Mudar” querem administrar uma das cidades mais importantes do agreste alagoano.

É importante dizer que, ainda de acordo com o Portal da Transparência, outros membros da coligação também teriam recebido o auxílio emergencial de forma irregular, a exemplo de candidatos a vereadores.

Qualquer cidadão pode acessar o Portal da Transparência e formalizar denúncia caso saiba de pessoas que recebem indevidamente auxílios do governo federal.

Fonte: Blog do Paulo Marcelo

Comentários