Acusado de abuso e canibalismo, Armie Hammer deixa filme de Jennifer Lopez · .


Envolvido em um escândalo sexual, Armie Hammer não faz mais parte do elenco de Shotgun Wedding, comédia de ação que o ator protagonizaria ao lado de Jennifer Lopez. De acordo com o site Deadline, um membro ligado à produção do filme disse que a saída de Hammer foi um pedido do próprio astro. Ele está sendo acusado de abuso e canibalismo.

“Dado ao iminente início das filmagens de Shotgun Wedding, Armie pediu para deixar o filme e nós apoiamos sua decisão”, disse a fonte. Ainda segundo a publicação, um novo ator será contratato para assumir o personagem.

Ao portal TMZ, o ator negou as acusações e justificou sua saída do longa para ficar ao lado dos filhos.

“Eu não vou responder essas alegações estúpidas, mas à luz dos ataques perversos que eu tenho sofrido na internet, em sã consciência, não posso deixar meus filhos por quatro meses para gravar um filme na República Dominicana. A Lionsgate está me apoiando e eu sou grato a eles”, concluiu. 

Os problemas de Hammer começaram nesta segunda (11), quando uma página anônima divulgou nas redes sociais prints de conversa envolvendo o ator com uma mulher. Segundo o tabloide Daily Mail, as trocas de mensagens teriam acontecido em 2016.

Na sequência divulgada nas mídias sociais, que colocaram o nome do astro entre os assuntos mais comentados no Twitter, Hammer faz alusões a canibalismo e abusos ao afirmar que seria a parte “dominante” da relação.

Algumas das mensagens trocadas, que envolvem mais de uma vítima, teriam acontecido ainda durante o casamento de Hammer com a ex-mulher, a atriz Elizabeth Chambers.

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.




Fonte: . / UOL