Apenas 5% dos estudantes que concluem o ensino médio têm o nível esperado em Matemática


Avaliação nacional do ensino básico aponta que 95% dos estudantes de escolas públicas que concluem o ensino médio não têm conhecimento adequado de matemática. De acordo com dados do Saeb 2019 (Sistema de Avaliação do Ensino Básico), realizado antes da pandemia da covid-19, 5 em cada 100 alunos alcançaram o nível esperado em conhecimentos na disciplina.

Maioria dos alunos não tem conhecimento suficiente em português e matemática

A avaliação mostrou, por exemplo, que apenas 5% dos alunos na 3ª série do ensino médio conseguiram resolver problemas usando probabilidade ou com o Teorema de Pitágoras. Os dados apontam ainda que mais da metade dos alunos (54%) têm domínio insuficiente da matéria, enquanto 41% deles adquiriu apenas o conhecimento básico.

Divulgados no fim de 2020, os dados do Saeb de 2019 foram tabulados e analisados nesta quarta-feira (24) pela plataforma QEdu e pelo Iede, com apoio da Fundação Lehmann. Ernesto Faria, diretor do Iede, afirma que a situação deve piorar após a pandemia da covid-19. Os dados do Saeb já registram índices abaixo da média nacional em locais em que a situação sanitária é grave, o que dificulta ainda mais o ensino. No Pará, por exemplo, apenas 1% dos alunos tem conhecimento suficiente de matemática.

O desempenho é pior entre os alunos mais velhos. De acordo com os resultados, 47% dos alunos do 5º ano do ensino fundamental sabem o que é adequado para a série na disciplina. No entanto, o índice cai para 18% no 9º ano.

Os resultados são um pouco melhores para a disciplina de Língua Portuguesa, mas ainda não são satisfatórios. Os dados mostram que 69% não chega ao nível adequado de conhecimento. Apenas 31% dos alunos são proficientes nos conhecimentos de português. Assim, Faria afirma: “A Matemática depende muito mais da escola, a leitura você pode viver fora do ambiente escolar, a família pode ajudar mais”.

Após o fechamento das escolas por conta da pandemia da covid-19 não houve um exame em nível nacional para avaliar os impactos da crise sanitária na aprendizagem dos estudantes brasileiros.

E aí? Gostou do texto? Então deixe aqui o seu comentário!

Veja também Educação: Repasse de 73% da verba federal do Fundeb pode atrasar.

Fonte: Notícias Concursos