Auxílio emergencial em 2021 é confirmado e aguarda aprovação da PEC


Ainda em tempos de pandemia e seguindo em meio uma crise econômica nacional, milhões de brasileiros esperam fielmente por uma nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial em 2021.

O ponto positivo é que o auxílio emergencial foi confirmado para este ano, e provavelmente será divido em quatro parcelas. No entanto, o valor não foi defino,  até o momento. O valor pode variar de R$ 200 a R$ 250 com previsão para ser liberado em março.

De acordo com Arthur Lira, atual presidente da Câmara dos Deputados, a dúvida sobre o valor que será pago no novo auxílio surgiu em razão das informações divergentes entre o presidente da República, Jair Bolsonaro e o Ministério da Cidadania. Declarando R$ 300 e R$ 200 respectivamente.

O intuito do novo programa beneficiador é atender a população que ocupa as camadas mais baixas da pobreza, a fim de reduzir o número de contemplados em relação ao ano de 2020.

No ano passado, foram 67 milhões de pessoas ajudadas pelo benefício. Porém, para 2021, o governo pretende liberar os pagamentos para aproximadamente 33 milhões de pessoas, além de 14 milhões de cidadãos inscritos no programa Bolsa Família.

O cálculo do número de beneficiados esse ano é de cerca de 47 milhões, constando uma redução expressiva ao auxílio anterior.

Para isso, o governo está preparando uma espécie de pente-fino, o qual selecionará as pessoas que realmente estão dentro dos critérios para o novo benefício. De acordo com informações, até o momento está excluído quem recebe: Aposentadoria ou Pensão, Benefício assistencial, Seguro-desemprego e também cidadãos que possuem qualquer vínculo empregatício.

A primeira parcela está previamente definida para o próximo mês de março, porém, para isso a PEC Emergencial tem que ser provada. A votação começou na ultima quinta-feira (25), mas pelo o que tudo indica a discussão só foi iniciada, se estendo até a próxima semana.

Seguindo a votação, a Câmara terá um prazo de duas semanas para resolver todas as questões relacionadas ao Auxílio Emergencial e anunciar as informações.

Fonte: Notícias Concursos