Corinthians tem 13 jogadores na mira do mercado e diretor avisa: “Ninguém é inegociável”; sondagens acontecem nos bastidores


A diretoria do Corinthians espera realizar vendas ao longo de 2021 para adicionar importante receita aos cofres. O planejamento do clube é receber, no mínimo, R$ 70 milhões em negociações no mercado da bola e sondagens para saídas do Parque São Jorge já acontecem nos bastidores. Em meio à crise, o clube descarta tratar qualquer atleta como “inegociável”.




O elenco do Timão conta com uma série de atletas com bom mercado, tanto para o Brasil quanto exterior. Conforme a reportagem do site “Globoesporte.com”, os meio-campistas Luan, Mateus Vital, Gabriel e Ramiro aparecem em alta dentro do país. Por outro lado, jovens e promessas podem entrar no radar de equipes de fora

São os casos de Lucas Piton, Xavier, Araos, Gustavo Mantuan, Léo Santos, Bruno Méndez e Gustavo Mosquito, além de João Victor e Raul, que começam a ganhar espaço entre os profissionais. Em entrevista coletiva ao lado do diretor de futebol Roberto de Andrade, o gerente de futebol Alessandro Nunes abriu o jogo. 

Alessandro e Roberto de Andrade: dupla concedeu entrevista na semana (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians/Divulgação)
Alessandro e Roberto de Andrade: dupla concedeu entrevista coletiva na semana (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians/Divulgação)

É natural receber bastante sondagens por atletas. Isso tem acontecido com frequência. Esses movimentos são naturais. Com relação a atleta inegociável, não existe. Ainda mais no meio de uma crise. Existem vários indicadores para finalizar negócio, muito em função do atleta dizer que sim. Ninguém é inegociável“, garantiu o ex-jogador. 



Enquanto a diretoria tenta resolver os problemas financeiros, o técnico Vagner Mancini prepara o time para a segunda rodada da Copa Sul-Americana. Depois de empatar com o River Plate-PAR fora de casa, o Timão recebe o Peñarol-URU, na quinta-feira (30), na Neo Química Arena. 

Fonte: Bola Vip