‘Dadismo’ vira febre após goleada do Bahia na Sula e técnico é defendido: “Se fosse gringo, estavam soltando fogos”



Nem pareceu que o Bahia jogou com um time repleto de reservas nesta terça-feira (27) contra o frágil Guabirá pela Copa Sul-Americana. Pensando na grande decisão da Copa do Nordeste diante do Ceará e querendo rodar o elenco, o técnico Dado Cavalcanti colheu os frutos de uma noite praticamente perfeita na Arena Pituaçu o Esquadrão goleou o time boliviano por 5 a 0. 




O grande destaque da noite foi Alesson, que aproveitou muito bem a chance dada por Dado e marcou dois gols, além de outra assistência. Marcelo Ryan também anotou dois tentos, enquanto que Juninho completou a maior vitória do Esquadrão em torneios sul-americanos. Até então, o Bahia tinha marcado quatro gols três vezes:

  • 4×1 no Deportivo Táchira – Libertadores 1989
  • 4×0 no Blooming – Sul-Americana 2018
  • 4×0 no Melgar – Sul-Americana 2020



Também brilhou a estrela do goleiro prata da casa Matheus Teixeira, que defendeu pênalti de Juan Mercado no segundo tempo. Um alento a mais para a direção, que vinha atrás de outro arqueiro no mercado. O resultado faz o Bahia assumir provisoriamente a liderança do Grupo B com quatro pontos. Os tricolores esperam pelo resultado de Independiente e Montevideo City Torque, em Avellaneda. 

Nas redes sociais, a torcida do Bahia fez campanha para exaltar o trabalho de Dado até aqui no comando técnico. Para muitos, o treinador vem desbancando muito medalhão no futebol brasileiro. Ou se o “Dadismo” estivesse em outra equipe do eixo Sul-Sudeste, já estaria sendo a sensação do país. Sobrou fila para pedir desculpas também a Alesson.

Veja algumas mensagens: 







  • Bahia
  • Copa Sul-Americana
  • Dado Cavalcanti

Fonte: Bola Vip