Marinho se sente injustiçado, ‘bate de frente’ com a diretoria e se posiciona nos bastidores do Santos



A saída de Ariel Holan caiu como uma bomba no Santos. Todos foram pegos de surpresa. O técnico foi quem pediu demissão e, a princípio, não tem mais volta. Nas redes sociais, boa parte dos torcedores santistas tentaram fazer uma campanha para o comandante ficar, mas a direção do Peixe já procura um novo técnico e contatos estão sendo feitos com muitas opções.




Desde então, Marinho vem sendo alvo e colocado por alguns membros da torcida como o ‘vilão’ para a saída do treinador. Tudo por causa de um episódio na Libertadores, quando o atacante não quis cumprimenta-lo na saída de campo. Contudo, o medalhão pediu desculpa publicamente e disse que a relação com a comissão técnica era muito boa.

O portal “Meu Peixão” revelou bastidores da situação do camisa 11 e como ele tem ficado chateado com as acusações com o seu nome que tomam contam das redes socais. De acordo com a reportagem, o velocista está muito sentido com a saída do argentino e chegou a chorar na reunião de despedida. Novamente, o craque pediu desculpas pelo ocorrido em Brasília.

Por outro lado, Marinho se sente injustiçado pelas críticas da torcida em relação a saída de Holan, colocando o jogador como o ‘culpado’. O site também informou que o atleta disse que nunca tentou derrubar ninguém de qualquer cargo, apenas segue focado dentro de campo para ajudar o Alvinegro Praiano.

O “Meu Peixão” ainda acrescentou que “Di Marinho” e o resto do elenco se sentem sem respaldo da diretoria e eles entendem que isso deveria partir do gerente de futebol, Jorge Andrade. É bom deixar claro que o camisa 11 não externou nenhuma vontade de sair do Santos após esse episódio ou algo do tipo. Segue cumprindo seu contrato normalmente e sua cabeça é o clube. Uma possibilidade de saída será debatida em caso de novas propostas.

  • Santos
  • Marinho
  • Bastidores

Fonte: Bola Vip