Sánchez pede a palavra após demissão de Holan e manda recado: “Só quero pedir paciência”; meia se recupera de lesão


Quando assumiu a presidência do Santos, no início de 2021, Andrés Rueda já sabia das dificuldades que teria em tirar o clube de um buraco de dívidas e situações mal resolvidas. Alguns débitos foram quitados, outros renegociados e pendências previamente solucinadas. A contratação de Ariel Holan para o comando técnico do Peixe teria sido um acerto.




Até foi por um curto período de tempo, mas acabou não dando certo. Com um início abaixo do esperado, pressão da torcida e até ameaças, Holan pediu demissão nesta segunda-feira (26), assim colocando um ponto final no projeto do Santos, com quem tinha contrato até o fim de 2023. A saída do treinador foi um banho de água fria na diretoria, que busca um substituto.

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Após a decisão do treinador, Carlos Sánchez se pronunciou nas suas redes sociais e pediu calma ao torcedor do Santos. O uruguaio se recupera de lesão e tem previsão de retornar aos gramados no início de maio. Há duas semanas treina com bola, mas ainda fortalece a parte física. Para Sánchez, o momento é de muita dor, mas alguns pontos devem ser considerados.

“É um momento difícil que vivemos e pelo qual todos sentimos muita dor. Só quero pedir paciência, sabendo que tivemos jogadores muito importantes que já se foram, assim como a maior parte do time são jogadores muito jovens e que merecem um tempo para poderem fazer a sua transição e se adaptarem a tudo isto”, escreveu o camisa 7.



“Acho que o melhor neste momento é apoiar. Hoje o técnico pediu a demissão, uma pessoa excelente que conheço há muito tempo e sei o valor que ele tem como pessoa e como profissional Infelizmente o futebol é assim e exige em curto prazo. O clube está passando por um momento de mudança e reorganizando tudo para recomeçar”, concluiu.

Fonte: Bola Vip