“Sem decisões apenas por amizade”; Mattos rasga elogios à Leila Pereira e faz ‘promessa’ à torcida caso a patrocinadora seja eleita presidente do clube


O Palmeiras vem encontrando dificuldades no mercado da bola. Até o momento, o Verdão só contratou o volante Danilo Barbosa por empréstimo. A demora para atender aos pedidos de Abel Ferreira não só tem irritado o treinador português, mas também uma boa parte da torcida, que se acostumou com as contratações feitas no passado pelo ex-dirigente Alexandre Mattos, demitido no final de 2019. O dirigente é muito ligado à Leila Pereira, que está na corrida pela presidência do Alviverde Imponente; muita gente já o coloca como sucessor de Anderson Barros em 2022.

 




 Em entrevista programa Mesa Redonda, da TV Gazeta deste domingo (25), Alexandre Mattos falou sobre uma possível volta ao clube caso Leila Pereira, dona da principal patrocinadora do time alviverde, seja eleita presidente do Palmeiras: “Leila e seu marido, José Roberto Lamacchia são pessoas que eu tenho como amigas. Conhecendo a Leila, sei que ela vai priorizar o bem do Palmeiras, e não uma amizade. Ela vai tomar uma decisão naquilo que o Palmeiras necessita. A Leila, por ser gestora, por ser empresária, por ter construído aquele império todo junto com o marido, vai conseguir ser uma excelente presidente, tenho certeza absoluta disso. Ela não vai tomar decisões apenas por amizade“, afirmou Mattos.

 

Ainda durante o bate-papo, o dirigente criticou o imediatismo por resultados a curto prazo que existe no futebol brasileiro e citou o exemplo do técnico do Liverpool. Mattos afirmou que se as equipes quiserem voltar a ser protagonistas novamente, será preciso dar tempo e parar de buscar sempre um culpado. O profissional, por outro lado, não jogou essa “culpa” na torcida, pregando respeito à principal organizada do clube, a Mancha Verde.

 

Leila pode se candidatar a presidente do Palmeiras. Foto: César Greco/Palmeiras

“Acho que a gente pensa pouco futebol, a gente busca um culpado e esquece de pensar no por quê. A gente tem que repensar. Qual a chance do Klopp (técnico do Liverpool) no futebol brasileiro? Ficou três anos sem ganhar e depois ganhou tudo. Nos meus cinco anos de Palmeiras, o pior resultado foi um terceiro lugar no Brasileirão“, ressaltou. Tive cinco anos de extremo respeito com a torcida organizada do Palmeiras. Está muito mais na cultura e na maneiro de ser do futebol brasileiro. A gente tem que pensar em futebol, pensar no por quê, e não buscar um único culpado“, completou.

 

Alexandre Mattos chegou ao Verdão em 2015 e conquistou três títulos: 1 Copa do Brasil em 2015 e dois campeonatos brasileiros: 2016 e 2018. No entanto, a triplice coroa conquistada pelo Palestra em 2020 teve dedo do dirigente, que junto com João Sampaio e Paulo Nobre reformularam a base, que hoje é a mais vitoriosa do Brasil.

Fonte: Bola Vip