A Poupança e o Planejamento Financeiro


Planejamento financeiro pessoal e a viabilização da poupança 

O planejamento financeiro pessoal é primordial para que uma pessoa possa viabilizar uma poupança, ao mesmo tempo em que paga suas dívidas.

Sendo assim, é necessário realizar um mapeamento para que se obtenha um resultado real de sua situação atual. Pois somente após esse mapeamento poderá direcionar assertivamente a sua gestão financeira.

Separação de custos fixos e custos variáveis

Sendo assim, separe seus custos fixos de seus custos variáveis para que tenha um primeiro alinhamento de valores. Para isso, basta separar os seus custos de vida relacionados à manutenção da casa, como o fornecimento de água, energia elétrica, telefone, internet, aluguel, dentre outros.

Bem como, deve separar seus custos variáveis que são os demais gastos.  Além disso, é importante que faça um alinhamento sobre o que você realmente deve, e o que você realmente ganha. 

Consultas gratuitas no site da Serasa 

Para isso, você pode consultar o seu CPF de forma gratuita no site da Serasa e obter informações sobre as dívidas que estão inseridas no cadastro de inadimplência.

 Além disso, através do Feirão Serasa Limpa Nome você pode fazer acordos interessantes para que possa pagar as suas dívidas, são descontos de até 90%.

No entanto, ainda que a proposta de acordo seja muito vantajosa, você deve inserir esse valor em um planejamento financeiro pessoal.

Dívidas categorizadas e acordos planejados

Dentro do seu planejamento, você deve categorizar suas dívidas fixas, seus custos variáveis e direcionar um limite para que faça acordos. 

Dessa forma, evitará que faça muitos acordos ao mesmo tempo e que acabe por não conseguir mantê-los em longo prazo.

Alimente o hábito da poupança 

 Além disso, dentro desse planejamento você deve inserir um valor para poupança. No entanto, não se preocupe se em um primeiro momento esse valor for relativamente baixo, pois o mais importante quando você inicia o planejamento de suas finanças, é que você crie o hábito de poupar dinheiro.

Sendo assim, poderá direcionar cada vez valores mais elevados. No entanto, a princípio, você deve focar em seus hábitos, tanto no hábito da poupança, como em adquirir novos hábitos de consumo.

Trocas inteligentes e novos hábitos de consumo

Por isso, questione-se mais quando for adquirir um produto ou serviço. Verifique a real necessidade de uma compra e faça trocas inteligentes, como trocar um cartão de crédito tarifado por um cartão sem anuidade.

Dessa forma, são pequenos ajustes que você faz dentro da sua rotina que podem fazer bastante diferença em longo prazo na sua vida financeira. 

Fonte: Notícias Concursos