Água Santa vence Rio Claro e se aproxima da elite do Paulistão


Paulista

Rio Claro 0 x 2 Água Santa – VAR entra em ação e deixa Netuno perto da elite

O time de Diadema pode perder o jogo de volta por até um gol de diferença que fica com a vaga

Publicado em 24/05/2021
por Agência Futebol Interior

Rio Claro, SP, 24 (AFI) – O Água Santa encaminhou o retorno à elite do futebol paulista. Na tarde desta segunda-feira, o Netuno ganhou do Rio Claro, por 2 a 0, no Estádio Augusto Schmidt, pela partida de ida da semifinal do Paulistão A2.

Os dois times voltam a se enfrentar na quinta-feira, às 18h45, no Estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo. A partida não será realizado em Diadema porque o Distrital do Inamar não tem iluminação.

Em São Bernardo do Campo, o Água Santa tem a vantagem pode perder por até um gol de diferença para chegar na final e conquistar o acesso. Já o Rio Claro precisa ganhar por três ou mais gols, enquanto a vitória por dois leva a decisão para os pênaltis.

NETUNO NA FRENTE
A partida começou bastante estudada e sem lances de perigo. Mandante, o Rio Claro tinha mais posse de bola que o Água Santa, mas não conseguia acertar o último passe. A parada técnica concedida pelo árbitro fez bem para o time de Diadema.

Jogadores do Água Santa comemoram o gol de Bambam (Foto: Michael Sanches/Água Santa)

Jogadores do Água Santa comemoram o gol de Bambam (Foto: Michael Sanches/Água Santa)

Aos 37 minutos, Renato Júnior aproveitou cruzamento rasteiro para dentro da área e bateu de virada, sem chances para Rafael Pascoal. Ainda antes do intervalo, o Água Santa teve outra oportunidade em cabeçada de Rodrigo Sam por cima do travessão.

NO FINALZINHO

Logo no começo do segundo tempo, os jogadores do Água Santa reclamaram de um pênalti não marcado em cima de Luan Dias. Aos 12 minutos, Tauã arriscou de fora da área e Rafael Pascoal fez a defesa segura. Apesar de estar atrás do placar, o Rio Claro não conseguia criar oportunidades.

Já o Água Santa quase ampliou em finalização rasteira de Luan Dias. O goleiro defendeu com os pés. O Rio Claro passou a jogar com um a mais a partir dos 27 minutos depois de Tauã ter sido expulso direto por cometer falta em Jair, que ia saindo na cara de Oliveira.

Mesmo em superioridade numérica, o Rio Claro não conseguiu criar lances de perigo e ainda viu o Água Santa ampliar já nos acréscimos depois do árbitro marcar pênalti em Bambam com a ajuda do VAR. O próprio atacante foi para a cobrança e mandou no cantinho de Rafael Pascoal.


Fonte: Futebol Interior