Allan Aal mostra surpresa com demissão e afirma que meta era acesso


Brasileiro

Allan Aal mostra surpresa com demissão e afirma que meta era acesso na Série B

Sem clube, treinador irá curtir a família em Curitiba e terminar seus cursos pela CBF

Publicado em 21/05/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 21 (AFI) – Três dias após sua demissão, o técnico Allan Aal resolveu se pronunciar. Em nota oficial, ele mostrou surpresa com a atitude da diretoria do Guarani, afirmou que o objetivo era o acesso na Série B do Campeonato Brasileiro, mas evitou fazer críticas e agradeceu todos – de dirigentes a funcionários.

“A ideia era aproveitar o Campeonato Paulista, que é um forte estadual, para ter um parâmetro do elenco visando o grande objetivo do clube no segundo semestre que é o acesso à Série A”, explicou ele.

Passagem abreviada pelo Guarani. (Foto: Thomaz Marostegan / Guarani)

Passagem abreviada pelo Guarani. (Foto: Thomaz Marostegan / Guarani)

“Estava, juntamente com a minha comissão, bastante entusiasmado em fazer um trabalho positivo na Série B e ajudar a recolocar o Bugre na elite do futebol brasileiro. Conheço bem a competição, tanto que no ano passado fechei a segundona como técnico que levou o Cuiabá à Série A”, completou.

Allan Aal, ainda sem novo clube, diz que já recebeu propostas, mas que no momento ira curtir a família em Curitiba e terminar seus cursos na CBF.

O Guarani foi eliminado nas quartas de final pelo Mirassol. A dupla do interior eliminou o Santos na primeira fase do Paulistão.

MESSI APRONTA DE NOVO!

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Na manhã da última terça-feira fui convocado para uma reunião com o presidente e o executivo de futebol do Guarani Futebol Clube. Na conversa, concluiu-se que eu e a minha comissão técnica não iniciaríamos o ciclo da Série B, mudando assim o planejamento traçado no início da temporada.

Deixo o Guarani Futebol Clube com o sentimento de dever cumprido dentro do que foi planejado. A ideia era aproveitar o Campeonato Paulista, que é um forte estadual, para ter um parâmetro do elenco visando o grande objetivo do clube no segundo semestre que é o acesso à Série A.

Mesmo diante das dificuldades, conseguimos fazer um trabalho consistente e classificamos o Guarani para as quartas de final do Campeonato Paulista, algo que não acontecia desde 2012. Em nosso grupo no Paulistão, ficamos à frente do Santos, atual vice-campeão da Libertadores, e tivemos boas atuações contra gigantes do estado, como por exemplo: Corinthians, São Paulo e Palmeiras.

Estava, juntamente com a minha comissão, bastante entusiasmado em fazer um trabalho positivo na Série B e ajudar a recolocar o Bugre na elite do futebol brasileiro. Conheço bem a competição, tanto que no ano passado fechei a segundona como técnico que levou o Cuiabá à Série A.

Gostaria neste meu encerramento de vínculo com o Guarani Futebol Clube fazer uma saudação especial aos meus atletas, que sempre confiaram em nosso trabalho e demonstraram muita determinação nos treinamentos e jogos. Guardarei um carinho especial por todos do elenco e consciente que no futuro poderemos nos encontrar novamente no mundo da bola. Outros que carregarei um sentimento positivo são os funcionários do clube, que sempre se esforçaram para dar as melhores condições de trabalho.

Preciso saudar os torcedores bugrinos que apoiaram e confiaram em nosso trabalho. Além de agradecer também a oportunidade que me foi dada pelo presidente Ricardo Moisés e pelo executivo de futebol, Michel Alves.

Retorno agora para Curitiba e aproveitarei para terminar a licença A no curso de treinadores da CBF e, paralelo a isso, ao lado dos meus representantes, analisarei com calma o melhor cenário para dar prosseguimento a minha carreira. Já recebi algumas sondagens e próximo de completar 150 jogos como treinador profissional estou preparado para um novo desafio”.


Fonte: Futebol Interior