Chamusca concorda que atacante foi “muito infeliz” contra Nova Iguaçu e desabafa contra críticas no Botafogo


O Botafogo venceu o Nova Iguaçu pelo placar de 1×0, no último domingo (9), e garantiu classificação para enfrentar o Vasco na decisão da Taça Rio. Apesar do resultado positivo, o clima foi de críticas e cobranças por parte dos torcedores na web. Após a partida, em entrevista coletiva virtual, o técnico Marcelo Chamusca chegou a falar em tom de desabafo devido a questionamentos e insinuações. 




Uma das principais reclamações dos torcedores na web envolveu o atacante Marcinho. O jogador foi escolhido para entrar na reta final do duelo e, em menos de 10 minutos, acabou expulso pela arbitragem. O treinador explicou o motivo da entrada e avaliou características positivas, mas não tirou a culpa pelo cartão vermelho recebido com a vitória no marcador.

A escolha do Marcinho foi porque (Matheus) Nascimento estava com dificuldade de sustentar bola na frente. A ideia era continuar construindo pelo lado e ter dois atacantes de área. A partir do momento do gol, queríamos ter um atacante com mais recomposição, no que o Marcinho se encaixa. Tem tido algumas dificuldades, precisa melhorar muito na parte técnica. Mas entrega, trabalha, por já ter trabalhado com ele sei o que pode proporcionar“, disse. 

Marcinho: expulso com pouco tempo em campo (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)
Marcinho: expulso com pouco tempo em campo (Foto: Thiago Ribeiro/AGIF)

Hoje a escolha foi considerando a parte tática, por isso foi escolhido. Concordo que o atleta precisa sim melhorar, estamos trabalhando para isso. Ele foi muito infeliz, tem consciência disso, dois cartões rápidos em jogo controlado, o que nos trouxe dificuldade. O atleta está aí, a função do treinador é melhorar o atleta em todos os aspectos. Tem potencial para apresentar muito mais que o que está desenvolvendo“, adicionou Chamusca. 

O treinador, em tom de leve desabafo, ainda rebateu insinuações que determinados atletas vêm recebendo mais chances. “Todos os jogadores que foram contratados são do Botafogo, não é de fulano, beltrano, não tem jogador de Chamusca. Não sou empresário. Os que vieram e trabalharam comigo foram analisados e passaram por todos os protocolos que o clube faz para contratações (…) Podem até não estar performando, mas o trabalho do treinador é fazer eles melhorarem e performarem, porque são bons jogadores e têm currículo bom“, completou.

Fonte: Bola Vip