Chapecoense aposta no melhor ataque do Catarinense para ser campeã


Catarinense

Chapecoense aposta no melhor ataque do Catarinense para ser campeã contra Avaí

Chapecoense acumula 32 gols marcados, sendo que 14 foram anotados por Perotti

Publicado em 25/05/2021
por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 25 (AFI) – A Chapecoense saiu derrotada do jogo de ida da final contra o Avaí, por 2 a 1, na Ressacada, mas já tem a receita para reverter a desvantagem e faturar o bi no Campeonato Catarinense. O técnico Mozart Santos apostará no melhor ataque do Estadual.

A Chapecoense acumula 32 gols marcados, sendo que 14 foram anotados por Perotti. O atacante é o artilheiro do Catarinense e tem só dois gols a menos do que o rival Avaí ao longo de 2021.

“Acredito muito na atmosfera do entorno. Quando você cria um ambiente bom e positivo, o resultado fica mais próximo. Isso aconteceu com o título Brasileiro e Catarinense do ano passado. Todos confiavam e deu certo. Temos que acreditar e com pensamento forte”, disse Anderson Leite, autor do gol da Chapecoense em Florianópolis.

Chape tem o melhor ataque do Catarinense! (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)

Chape tem o melhor ataque do Catarinense! (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)

VITÓRIA SIMPLES!
O jogo de volta será na quarta-feira, às 16 horas, na Arena Condá. A Chapecoense, por ter melhor campanha, precisa de uma vitória simples para garantir o bi. O Avaí, por sua vez, joga pelo empate.

Mozart Santos poderá contar com a volta do volante Alan Santos, recuperado de uma entorse no joelho direito. Ele pode pegar a vaga de Léo Gomes. O atacante Bruno Silva, por outro lado, cumprirá suspensão após a expulsão ao fim do jogo de ida.

NÚMEROS!
A Chapecoense está em sua sexta final seguida. O Avaí, com a vitória, chegou a 14 jogos sem derrota – dez vitórias e quatro empates. Essa é a quinta final entre Avaí e Chapecoense. O Avaí foi campeão em 2009 e 2019, enquanto a Chapecoense faturou os títulos de 1977 e 2017. No retrospecto geral, são 56 vitórias do Avaí, 60 triunfos da Chapecoense e 45 empates.

CHAPECOENSE – Keiller; Matheus Ribeiro, Laércio, Derlan e Busanello; Léo Gomes (Alan Santos) e Anderson Leite; Mike, Fabinho, Anselmo Ramon e Perotti.


Fonte: Futebol Interior