Decoração: escolha o tapete certo para cada ambiente



Os tapetes costumam trazer um ar de conforto e acolhimento aos ambientes e, além de serem usados para a decoração, eles também delimitam e setorizam os espaços. E o melhor: o que não faltam são opções. 

Essa grande quantidade de possibilidades pode deixar o consumidor confuso. Afinal, qual tapete utilizar para compor cada ambiente?   

 Para Agnes e Samara, arquitetas e sócias do Escritório Casa Carvalho, uma boa dica é harmonizar o tapete com os elementos já existentes no espaço, como pisos, sofás e poltronas. 

 “Os tapetes, assim como os outros itens da decoração, compõem o espaço e o projeto. A sua escolha vai depender muito do contexto. Na decoração existe espaço para tudo, mas em seu devido lugar e momento. Quando montamos um espaço, gostamos de destacar a preferência que temos por materiais naturais aos sintéticos, eles trazem consigo texturas diferenciadas e maior conforto ao ambiente”, explica Samara Carvalho. 

Tapete traz novas texturas e harmoniza com outros móveis da sala | Divulgação

Aos que apostam na ousadia e modernidade, é possível usar mais de um tapete no mesmo ambiente, seja pela distribuição do mobiliário, ou até pela sobreposição de peças.  

“O tapete como parte integrante da composição espacial vai variar sua dimensão de acordo com a área a qual irá pertencer. Ele deve estar proporcional ao ambiente, abrigando os móveis parcial ou totalmente tanto em pequenos quanto em grandes espaços”, destaca a arquiteta Agnes Carvalho. 

 Casa ou apartamento, loja ou escritório, o uso do tapete integra a identidade dos espaços e podem conferir sofisticação, elegância, identidade, leveza ou somente funcionalidade em seu uso. Assim como com qualquer item decorativo, a correta manutenção de suas fibras e estruturas, garantem maior resistência e durabilidade à peça. 

Para quem não quer errar na hora de decorar, ou precisa de algumas dicas para fazer a escolha certa, as arquitetas listaram 5 segredos que fazem toda a diferença. Confira: 

  • Frio x Quente:
    Para o frio, prefira tapetes com pelos ou fios longos, pois eles aquecem o espaço gerando aconchego e bem-estar. Para ambientes quentes, a preferência são tapetes com pelos curtos ou fibras naturais.
  • Casas com crianças e/ou alergias:
    Espaços com crianças ou pessoas com doenças respiratórias devem investir em tapetes com fios curtos, pois eles acumularão menos poeira e sua limpeza será mais fácil. 
  • Estilos de formatos:
    Quer usar um tapete com formas diferenciadas? Use-os sob elementos de destaque, como por exemplo um berço, uma cama infantil ou uma poltrona.
  • Casas com pets:
    A maioria das pessoas que possuem animais de estimação preferem não ter tapete em casa, mas as que têm, o ideal é que sigam as mesmas orientações dos que possuem doenças respiratórias. O que precisamos é reduzir o acúmulo de pelos e poeira.
  • Saúde:
    O cuidado à saúde é essencial, por isso experimente incorporar os tapetes sanitizantes de forma lúdica e criativa aos espaços. 





Fonte: iBahia