Em jogo monumental, Manaus vira sobre o São Raimundo e é tetracampeão


Amazonense

AMAZONENSE: Em jogo monumental, Manaus vira sobre o São Raimundo e é tetracampeão

Após ir para o vestiário perdendo por 2 a 1, time consegue uma virada histórica com golaço no último minuto

Publicado em 22/05/2021
por Agência Futebol Interior

Manaus, AM, 22 (AFI) – Nesta tarde, Manaus e São Raimundo decidiram o Campeonato Amazonense em um jogo épico na Arena da Amazônia. Em virada extraordinária com gol no último minuto, o Manaus venceu a partida por 3 a 2 e sagrou-se tetracampeão.

O Manaus havia perdido o jogo de ida pelo placar de 2 a 1. Para complicar ainda mais a situação, o São Raimundo abriu o placar logo aos nove minutos e foi para o intervalo vencendo a partida por 2 a 1. Porém, o melhor ainda estava reservado para o segundo tempo, quando o Manaus conseguiu uma virada surreal nos 15 minutos finais.

Jogadores do Manaus desabam após virada histórica - Foto: João Normando/FAF

Jogadores do Manaus desabam após virada histórica – Foto: João Normando/FAF

PRIMEIRO TEMPO

Em desvantagem no placar, o Manaus tomou a iniciativa logo de cara e fez questão de testar o estreante Miguel, que fazia sua primeira partida como profissional. Numa bola na intermediária, Gabriel Davis soltou uma bomba e colocou o jovem arqueiro para trabalhar. Mesmo propondo o jogo, o Gavião dava espaço para contra-ataques. Numa dessas brechas, Elyvelton lançou Peteca na área, que chutou cruzado, e Rossini apareceu na segunda trava para conferir e fazer valer a lei do ex.

O Tufão, objetivo, assustava no contra-ataque e nos chutes de longe, como numa bola de Rossini, aos 18, que tentou do meio de campo. Após a parada técnica, o Manaus melhorou e, em sua melhor jogada, buscou o empate aos 37. Anderson Paraíba cobrou escanteio, Miguel afastou parcialmente, nos pés de Gabriel Davis, que fuzilou as redes. E quando parecia que terminaria assim, Rossini achou Tiago Amazonense na área, que matou no peito e puxou uma linda bicicleta para encobrir Gleibson e marcar um golaço.

VIRADA INACREDITÁVEL

O técnico Luizinho Lopes voltou do intervalo com Philip e Marcelinho nos lugares de Erivelton, q, e Anderson Paraíba. Mas quem começou mais ligado foi o Tufão. No primeiro lance, Negueba recebeu na esquerda, driblou Luis Fernando e parou em defesa de Gleibson. O São Raimundo assustou novamente, após triangulação entre Ramon Negueba e Tiago Amazonense, que chutou de fora, mas no meio do gol.

Aos 17 minutos, Marcelinho aproveitou bate e rebate na área, carregou para esquerda e obrigou Miguel a fazer mais uma grande defesa.De tanto insistir, o Manaus conseguiu o empate aos 32. Edvan cruzou pela direita, Vanilson desviou no primeiro pau, e Diego Rosa se jogou para empatar a partida. Aos 49, Hemerson ficou a cara com Gleibson e teve a chance de garantir o título para o São Raimundo, mas desperdiçou a grande chance.

Dois minutos depois, o Manaus recuperou a bola e Márcio Passos recebeu uma bola na entrada da área e bateu forte para fazer um golaço e virar o jogo praticamente no último lance. Após o gol da título, uma confusão começou no banco de reservas que logo foi acalmada pelos árbitros.

O São Raimundo ainda foi para cima de maneira desesperada, mas já não havia tempo para mais nada. Com uma virada que ficará marcada para sempre, o Manaus conquista o tetracampeonato.


Fonte: Futebol Interior