Everton Ribeiro e Filipe Luís não aprovaram a atuação do Flamengo


Carioca

Everton Ribeiro e Filipe Luís não aprovaram a atuação do Flamengo na 1.ª final

Everton achou erros na finalização, enquanto o lateral Filipe Luis quer manter o ritmo por 90 minutos

Publicado em 16/05/2021
por Agência Futebol Interior

Rio de janeiro, RJ, 16 (AFI) – Os jogadores do Flamengo não gostaram da atuação do time no empate por 1 a 1 no Fla-Flu pela decisão do Campeonato Carioca, neste sábado à noite, no Maracanã. O meia Everton Ribeiro achou que o time pecou na finalização, enquanto o lateral Filipe Luis disse que é preciso manter o mesmo ritmo nos 90 minutos.

“Nós tivemos chances claras para ampliar e não fizemos. Pecamos um pouco na finalização e depois eles conseguiram achar o empate num lance de bola parada. Temos que melhorar lá na frente e também atrás” – disse o meia referindo-se às frequentes falhas defensivas do rubro-negro.

Everton Ribeiro

Everton Ribeiro

RITMO TOTAL
Para Filipe Luis é preciso acertar alguns pontos para o segundo jogo no Maracanã.

“Temos que melhorar não apenas para esta final, mas para toda a temporada. É preciso manter o ritmo de jogo durante 90 minutos e não somente em 45 minutos” – ressaltou.

Filipe Luís destacou ainda que o jogo ‘ficou sem continuidade no segundo tempo, porque o árbitro marcou muitas faltas desnecessárias”.

Mas ele também viu qualidades no adversário, principalmente no segundo tempo.

“Eles fizeram as trocas e melhoraram bastante. Eles tinham na frente jogadores rápidos e fortes. O Fluminense é uma equipe de qualidade e foi melhor no segundo tempo” – reconheceu.

ROGÉRIO CENI LAMENTA CHANCES PERDIDAS

Espaço incorporado por HTML (embed)

%3Cdiv%20class=%22dugout-video%20dugout-embed-eyJrZXkiOiJGNktDRjd0byIsInAiOiJmdXRlYm9sLWludGVyaW9yIiwicGwiOiIifQ==%22%3E%3C/div%3E%3Cscript%20type=%22text/javascript%22%20src=%22https://embed.dugout.com/v3.1/futebol-interior.js%22%3E%3C/script%3E

O zagueiro Rodrigo Caio comentou sua volta ao time depois de longa inatividade.

“Me senti bem fisicamente, talvez, com um pouco de falta de ritmo. Mas estou feliz de poder ajudar meus companheiros. Nesta hora é que a gente vê como se sofre longe do campo” – destacou.


Fonte: Futebol Interior