Há 22 anos a Linfurc mantém a motivação da ‘velharada’


Há 22 anos a Linfurc mantém a motivação da ‘velharada’

Entidade organiza campeonatos de futebol para os mais velhos

Publicado em 31/05/2021
por ARIOVALDO IZAC – –

O último 29 de maio foi um dia especial para o futebol amador de Campinas, especificamente às faixas etárias mais velha.

A data marcou o 22º aniversário de fundação da Linfurc (Liga Independente do Futebol da Região de Campinas).

Foi naquele 29 de maio de 1999, na sede do clube Estoril, região Sul de Campinas, que quatro desportistas do amadorismo do futebol campineiro se reuniram para fundar a entidade.

Eu fui partícipe da fundação, conjuntamente com três saudosos desportistas: José Carlos Bueno, o Carrá, ligado ao Cambuí; Natão, do Realmatismo de Barão Geraldo, e o sargento Pereira, friamente assassinado nas imediações de sua residência, no bairro Estoril.

Por que a criação da Linfurc?

Porque até então as chamadas categorias mais velhas haviam perdido espaço na Liga Campineira de Futebol, que relegou a velharada, priorizando amador adulto e categorias de base.

Inicialmente a Linfurc se dispôs a organizar campeonatos nas categorias veteranos (acima de 33 anos de idade) e marter (idade acima de 40 anos de idade).

ATÉ O SESSENTÃO

Com o natural envelhecimento de jogadores, e tendo-se percepção da possibilidade de se criar categorias de faixas etárias mais avançadas, isso foi colocado em prática gradativamente.

Assim, a Linfurc começou a realizar competições na categoria supermaster (acima de 45 anos), hipermaster (acima de 50 anos), megamaster (idade superior a 55 anos) e Sessentão, como o próprio nome sugere.

Já foi possível organizar competição na categoria sessentão com 16 clubes, o que dá a real dimensão da quantidade de atletas que desafiam o tempo para continuar ‘batendo’ bolinha nos finais de semana.

Na projeção natural, com 20 atletas inscritos em cada agremiação, cerca de 360 inscrições foram feitas para quem preenchia os requisitos da categoria sessentão.

REGIONAL

O perfil da Linfurc é regional, com abrangência de clubes de Sumaré, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste, Paulínia, Jaguariúna, Pedreira, Valinhos e Louveira.

A seriedade administrativa da entidade provocou quebra de paradigma reinante no futebol campineiro, um deles de árbitros cederem às pressões de clubes mandantes e optarem pela chamada arbitragem ‘caseira’.

Clubes que exageraram em atos indisciplinares foram excluídos de competições, conforme o natural critério de triagem e seletividade.

Hoje, o engenheiro Reinaldo Reis preside a entidade.

Portanto, parabéns à Linfurc. E que a data seja comemorada pelos filiados da entidade.


Fonte: Futebol Interior