Homem enrola cobra gigante no corpo para ajudá-la a atravessar rodovia



Um homem de 59 anos, identificado como Paulo Benitt, viu uma cobra de quase 2 metros em “apuros” e resolveu ajudá-la. O animal estava tentando atravessar uma rodovia, na região oeste do Mato Grosso do Sul. Ao ver a situação, ele parou seu veículo, enrolou a cobra em seus braços, e a levou para o outro lado. 

Ao G1 MS, Paulo contou que gostou muito da experiência, mesmo tendo tomado umas “broncas” da esposa pelo gesto. 

“Nós estávamos na estrada e aí fomos contemplados pela beleza fantástica desse animal. Eu decidi protegê-la, tirar da estrada porque alguém poderia sim passar em cima dela. A gente sempre anda mais devagar mesmo, para aproveitar a natureza, ir conversando e filmando. Nisso eu passei e decidi levá-la para o outro lado. O asfalto estava bem quente e, provavelmente, ela ia demorar para atravessar, correndo o risco de ser atropelada”, contou ao G1. 

Paulo Benitt, que tem o costume de viajar pelo Brasil com a esposa e amigos, também contou que essa não foi a primeira vez que ajudou um animal silvestre. 

Para o portal, o tenente-coronel da Polícia Militar Ambiental (PMA), Ednilson Queiroz, explicou que, pegar o animal com as mãos não é a atitude correta. “A PMA dispõe de uma vara para ir levando e sinalizando bem a pista quando isso ocorre. É o ideal por conta do risco de acidente. Foi uma atitude muito decente, porém, não precisa pegar o animal na mão”.

O tenente alertou que mesmo que a cobra naõ tenha veneno tem o risco dela morder ou ferir de outras formas. “O ideal é não se aproximar dos animais silvestres, já que eles atacam. Nesse quase, é uma jiboia de quase 2 metros, então, dava para pegar um pau e ir tocando, levando, até devolvê-la a natureza”. 





Fonte: iBahia