Homicídio simples e doloso! Sete são acusados pela morte de Maradona


Homicídio simples e doloso! Sete são acusados pela morte de Diego Maradona

Maradona morreu em 25 de novembro de 2020 aos 60 anos

Publicado em 20/05/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) – Sete pessoas foram acusadas de homicídio simples e doloso pela morte de Diego Armando Maradona, segundo a EFE. As penas vão de oito a 25 anos. Maradona morreu em 25 de novembro de 2020 aos 60 anos.

Os acusados são o neurocirurgião Leopoldo Luque, a psiquiatra Agustina Cosachov, o psicólogo Carlos Díaz, os enfermeiros Dahiana Madrid e Ricardo Almiron, o chefe dos enfermeiros Mariano Perroni, e Nancy Forlini, da equipe médica que tratou de Maradona.

Investigação em curso. (Foto: AFA / Divulgação)

Investigação em curso. (Foto: AFA / Divulgação)

Todos eles não podem sair do país. As investigações indicaram que Maradona “foi abandonado à própria sorte”.

ETERNO!
Maradona morreu aos 60 anos. Ele atuava ultimamente como técnico do Gimnasia La Plata e lutava contra uma série de problemas de saúde. Maradona morreu depois de sofrer parada cardiorrespiratória.

O eterno camisa 10 argentino estava em casa quando se sentiu mal. Familiares e funcionários até chamaram ambulâncias para procurar socorrê-lo, mas ele faleceu antes mesmo da chegada dos veículos de emergência


Fonte: Futebol Interior