LUTO: Feminino perde Kindermann, pioneira em Santa Catarina


Catarinense

LUTO: Futebol feminino perde um dos seus maiores incentivadores no Brasil

Salézio foi grande incentivador do futebol feminino. Morre aos 77 anos de covid e deixa um legado gigantesco

Publicado em 16/05/2021
por Agência Futebol Interior

Florinanópolis, SC, 16 (AFI) – A Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCClubes) confirmou a morte de Salézio Kindermann, ocorrida neste final de semana em decorrência de complicações com a Covid-19.

Presidente e fundador do Sociedade Esportiva Kindermann, que completa 25 anos em agosto, Salézio foi grande incentivador do futebol feminino nacional. Morre aos 77 anos e deixa um legado gigantesco.

REFERENCIA DO FEMININO
Referência número 1 no futebol feminino em Santa Catarina, Salézio conquistou com o Kindermann a Copa do Brasil Feminino em 2015. Naquele mesmo ano, durante reunião dos presidentes de clubes, a Associação homenageou as conquistas do Kindermann e premiou-o com diploma de reconhecimento de 1º clube de futebol feminino associado.

Kindermann, de boné, foi grande incentivador do futebol feminino

Kindermann, de boné, foi grande incentivador do futebol feminino

Desde então, o Kindermann integra o quadro da SCClubes. O presidente Francisco José Battistotti foi quem comandou aquela reunião na Associação, em 16 de novembro de 2015.

Tão longo foi informado do falecimento de Salézio, Battistotti transmitiu os sentimentos de pesar à família, liderada agora pela viúva Brigida Kindermann.

“Uma perda imensurável para todos nós que convivíamos com Salézio, uma pessoa de fino trato, um desportista valoroso e um idealizador. O principal alicerce do futebol feminino em Santa Catarina”, disse Battistotti ao falar do amigo.

NOVA PARCERIA
A amizade entre os dois foi se solidificando com o tempo até que em 2019 o Avaí firmou parceria com a Associação Esportiva Kindermann para disputar o Campeonato Brasileiro Feminino da Série A1.

E assim nascia o Avaí/Kindermann, que conquistou o vice-campeonato Brasileiro Feminino da Série A 2020. “Sentiremos muito sua falta”, completou Battistotti. Salézio também era gestor do Napoli, outra equipe integrante da Série A do Campeonato Brasileiro Feminino.

GAÚCHO – TIAGO NUNES ELOGIA MATURIDADE DO GREMIO


Fonte: Futebol Interior