Morre ex-atacante que fez sucesso em MG e jogou em Guarani e Ponte


Luto! Morre ex-atacante que fez sucesso em Minas Gerais e jogou em Guarani e Ponte

A informação é do cronista esportivo Ailton Fonseca, da Rádio Arquibancada de Poços de Caldas

Publicado em 19/05/2021
por Agência Futebol Interior

Poços de Caldas, MG, 19 (AFI) – Uma notícia triste para o futebol mineiro. Vítima de um enfarto, morreu nesta terça-feira, na Bahia, o ex-atacante Edmilson “Cenorinha”, que jogou em vários times do Brasil e deve seus melhores momentos em Minas Gerais, principalmente jogando na Caldense-MG. A informação é do cronista esportivo Ailton Fonseca, da Rádio Arquibancada de Poços de Caldas.

Nascido em São Sebastião do Passé, no interior do Bahia, no dia quatro de março de 1972 e batizado Edmilson Vasconcelos Ferreira, o ex-atacante tinha 49 anos e começou nas categorias de base do Bahia, onde foi pouco aproveitado tendo sido emprestado para o Fluminense de Feira de Santana-BA, Confiança-SE e Vila Nova-GO.

Edmilson em foto recente (Foto: Divulgação Caldense)

Edmilson em foto recente (Foto: Divulgação Caldense)

ÍDOLO NA CALDENSE
Mas decolou como artilheiro na Caldense, onde chegou em 1995 indicado pelo treinador João Francisco e atuou por várias temporadas, sendo um dos maiores artilheiros da história do tradicional clube do Sul de Minas Gerais.

O APELIDO “CENHORINHA”
O sucesso na Caldense abriu caminho para Edmilson jogar em equipes de expressão como no Atlético Mineiro, onde ganhou o apelido de “Cenorinha” ao comemorar com uma cenora um gol marcado contra o América Mineiro.

PASSAGENS APAGADAS POR GUARANI E PONTE PRETA
Atacante com presença de área e chutes fortes, Edmilson também jogou em outras equipes como Figueirense-SC, Mamoré-MG, Pelotas-RS, Caxias-RS, Gama-DF, ABC-RN, Villa Nova-MG, Inter de Limeira, além de ter tido rápidas passagens por Guarani, em 1996 e pela Ponte Preta, em 1997, com pouco destaque. Encerrou a carreira em 2006 no Camaçari-BA.


Fonte: Futebol Interior