Mozar Santos é mais um treinador a dizer “não” para a Ponte Preta


Brasileiro

Ex-Chapecoense é mais um a dizer “não” para a Ponte Preta

Antes de Mozart Santos, Zé Ricardo e Eduardo Barroca foram procurados

Publicado em 27/05/2021
por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 27 (AFI) – A diretoria da Ponte Preta, liderada pelo presidente Sebastião Arcanjo, vem colhendo o que plantou. Na noite desta quinta-feira, Mozart Santos recusou a proposta feita e foi o terceiro treinador a dizer “não” para a Macaca.

Assim que foi demitido da Chapecoense no início da tarde desta quinta, após apenas oito jogos, Mozart Santos foi procurado por dirigentes pontepretanos. O desfecho das conversas parecia que seria positivo. Mas não foi bem assim.

Mozart recebeu a proposta da Ponte Preta (Foto: Márcio Cunha/ACF)

Mozart recebeu a proposta da Ponte Preta (Foto: Márcio Cunha/ACF)

“O Mozart ficou mto honrado com o convite. No entanto, o momento é de serenidade e análise do mercado”, disse o empresário do treinador, Gianfranco Petruzziello, ao jornalista Heitor Esmeriz, do Globoesporte.com.

OUTRAS RECUSAS
Mozart Santos não é o primeiro treinador a dizer “não” para a Ponte Preta. Antes dele, a diretoria procurou Zé Ricardo e Eduardo Barroca, mas não houve acerto. O primeiro teria uma proposta de fora do país, enquanto Barroca fechou com o Atlético-GO.

Desesperados, os dirigentes pontepretanos seguem analisando o mercado em busca de um treinador para a disputa da Série B do Brasileiro. Nomes como os de Sérgio Guedes, que subiu à elite do Paulistão com o Água Santa nesta quinta-feira, e Geninho foram especulados.

A diretoria pontepretana tem pressa para definir o novo treinador pois a estreia na Série B do Brasileiro será já no domingo, contra o Brusque, fora de casa.


Fonte: Futebol Interior