‘Não aguentava mais’, diz Bruna Marquezine sobre saída da Globo


Em entrevista à revista ELLE, Bruna Marquezine abriu o jogo sobre a sua saída da Globo no início de 2020. A atriz de 25 anos tinha contrato fixo com a emissora desde 2003, quando interpretou Salete em “Mulheres Apaixonadas”.

“Eu estava frustrada havia anos. Entendo o valor cultural gigantesco das novelas pro nosso país, entendo quantas pessoas apreciam e são profundamente tocadas por elas. Mas é um formato que fiz a vida inteira e já não aguentava mais”, desabafou. Infeliz com os projetos, Bruna decidiu deixar a emissora – decisão que não parecia correta para pessoas próximas.

A atriz contou à revista que sabia que sair da empresa lhe traria riscos, inclusive financeiros. Apesar de amigos, colegas e familiares terem lhe aconselhado a não tomar tal atitude, ela foi em frente e no mesmo ano foi contratada pela Netflix. Ou seja, deu certo!

Nessa mesma época, Bruna passava por um momento turbulento de crise profissional. Ela se questionava se era boa atriz e se queria continuar com a carreira. “Entendi que o problema não era a atuação, era o formato. Eu estava sofrendo e, ao mesmo tempo, queria entregar pra empresa tudo o que ela precisava. Então, pensei em fechar o ciclo”, concluiu. 

O último trabalho da artista para a emissora foi a novela “Deus Salve o Rei”, em 2018, na qual atuou ao lado de Marina Ruy Barbosa. Agora, a atriz se prepara para a estreia de Maldivas, série da Netflix em que atua ao lado da amiga Manu Gavassi. A produção está prevista para ir ao ar ainda em 2021. 

Outro artista que saiu da emissora direto para Netflix foi o ator Bruno Gagliasso, que atualmente grava série na Espanha.





Fonte: iBahia